• Poder Soul

    4 julho 2022 – 8 julho 2022

    Segunda-feira

    The Exciting Supreme Highlights

    Drowning in the sea of sin

    Savoy

    The Exciting Supreme Highlights foi um grupo Gospel, formado por quatro talentosos cantores nativos de pequenas cidades da Carolina do Sul: os irmãos Joseph e Thomas Prioleau eram de St. Stephens, Donald Bellinger vinha de Summerville e Paul Smith, a voz principal desta faixa, era oriundo de Charleston.

    Estiveram activos durante a década de 70, tendo gravado três Lps e um single – primeiro para a Sue Ann, marca de Hoyt Sullivan sediada em Nashville, e depois para a Savoy.

    “Drowning in the sea of sin” é um dos temas de “Cross Jordan”, o seu derradeiro longa-duração, o único lançado pela histórica editora fundada por Herman Lubinsky, e, para mim, o seu mais memorável momento.

    Uma profunda e intensa canção Gospel Soul, alicerçada nos Rhythm + Blues, com uns arranjos e uma interpretação superiores, que está entre o melhor que este subgénero nos deu.

     

    ▶️ OUVIR

  • Poder Soul

    4 julho 2022 – 8 julho 2022

    Terça-feira

    Classic Funk

    Hard times

    True Soul

    Classic Funk é o último projecto de York Wilborn e de Ren Smith, dois protagonistas chave da cena Funk de Little Rock, no Arkansas, e da True Soul Records, a histórica independente fundada por Lee Anthony, a partir da sua loja de discos – Soul Brothers – que esteve no centro desta talentosa e militante comunidade de músicos.

    O projecto nasceu da banda da Henderson Jr. High School, onde ambos davam aulas e que ambos dirigiram, e marcou a sua adesão ao som mais rítmico dos Kool + The Gang e de James Brown, então a gozar o auge da sua popularidade, em detrimento do psicadelismo que tinha caracterizado os seus trabalhos anteriores.

    Apesar de, durante um curto espaço de tempo, os Classic Funk serem uma presença assídua nos clubes nocturnos locais, apenas gravaram um sete-polegadas, antes do advento do Disco lhes roubar o trabalho e ditar fim da sua actividade.

    “Hard times”, foi prensado pela True Soul e transformou-se num verdadeiro Graal Deep Funk.

    Uma imensa canção Funky Soul que, sendo quase possível de assegurar no seu formato original, faz parte da excelente recolha que a Now Again dedicou ao catálogo da True Soul, editada numa bela caixa de quatro Lps, acompanhados por um extenso booklet.

     

    ▶️ OUVIR

  • Poder Soul

    4 julho 2022 – 8 julho 2022

    Quarta-feira

    Reflections

    Reflex

    Memphis and It's Music

    Mais uma vez, é escassa a informação disponível acerca desta banda.

    Sabe-se que os Reflections eram nativos de Memphis, que eram alunos do mesmo liceu e membros da Melrose High School Marching Band, cujas instalações usavam para ensaiar, e que o seu líder se chamava Michael Wright.

    Não se sabe mais nada…

    Apenas editaram um single, através da Memphis and It’s Music, a mais pequena das independentes locais, fundadas por Bill Glore, produtor que dirigia os Glodite Studios e que também tinha criado as marcantes Prophecy e Glodite Records, antes de, em 1980, vir a adquirir os míticos American Studios, onde este sete-polegadas seria registado.

    “Reflex” é o lado b desse disco e foi o suficiente para assegurar aos Reflections um lugar de culto no seio da cena especializada.

    Um tremendo instrumental Disco Funk, dominado por um marcante break-beat e temperado pelo Jazz que, desde que foi desvendado por Kon + Amir, na versão de CD do segundo volume da série “Off-Track”, tem levado os mais progressivos Djs e clubes à loucura.

     

    ▶️ OUVIR

  • Poder Soul

    4 julho 2022 – 8 julho 2022

    Quinta-feira

    Wizard

    It's on

    Chocolate Cholly's

    Tal como Gaston, Risse, Frazelle ou The Pied Piper of Funkingham, Wizard é um dos projectos que participou no culto de que é alvo a Chocolate Cholly’s, independente de Gastonia, na Carolina do Sul que, na primeira metade dos anos 80, foi uma marca de referência na cena Boogie.

    Líderados por D. Wright, os Wizard assinaram dois dos vários clássicos desta colecionável marca: “It’s on” e “Slyde into the Funk”, este como Funk Force Band.

    Editado em 1982, “It’s on” foi prensado em sete e em doze polegadas e é a sua maior contribuição para as pistas de dança.

    Uma explosiva canção Disco Funk que rebenta com qualquer pista de dança e que ganhou uma segunda vida nos mais esclarecidos clubes desde que foi recuperada por Dam-Funk em “Boogie-Funk 2008”, mixtape, distribuída pela Stones Throw.

     

    ▶️ OUVIR

  • Poder Soul

    4 julho 2022 – 8 julho 2022

    Sexta-feira

    L.A.

    The Doctor

    Orange Mound

    Há duas coisas em comum entre este disco e este artista e os Reflections, a banda que trouxe ao Poder Soul, na última quarta-feira: o mistério que os envolve e o facto de ambos terem feito a sua formação na Melrose High School, em Memphis.

    Ainda que Laurence “L.A.” Armour tenha gravado quatro singles, entre 1979 e 84, dois prensados pela Orange Mound e dois pela Karmoura, selos que parece ter criado para o efeito, é, também, muito pouca a informação biográfica existente acerca dele.

    Segundo o seu filho – Amirio – terá nascido em 1940, no dia dos Namorados, foi criado no Orange Mound, o primeiro bairro construído por negros para negros na história dos Estados Unidos, aprendeu a cantar com a avó, uma vocalista de ópera, editou como L.A., Larry Armour e Laurence Armour e deixou-nos em 2005. É tudo o se lembra…

    Gravado em 1983, “The Doctor” é o seu mais genial e cobiçado momento.

    Uma pequena maravilha Modern Soul, contaminada pelo Boogie e pelo Electro-Funk, que soa hoje tão moderna como quando foi editada e foi incluída em “Stone Crush”, excelente recolha da Light in the Attic, de alguma da mais rara música daquela decisiva cidade do Tennessee.

     

    ▶️ OUVIR