Agenda

Vai-m’à Banda

Guimarães volta a dizer: Vai-m’à Banda. No próximo dia 26 de agosto, o festival Vai-m’à banda junta o público nas mais emblemáticas tascas da cidade – a Tasca Expresso, Adega do Ermitão, Amigos da Penha, Tio Júlio e a Taberna do Trovador – para comer, beber e ouvir aquilo que melhor se tem feito na música nacional.

O dia é recheado e começa com Catarina Branco, que vem apresentar em Guimarães o seu Vida Plena, álbum de estreia a solo produzido pelo cantautor Luís Severo, com selo Maternidade. Quem também urge por uma vida mais plena é Femme Falafel, alter-ego de Raquel Pimpão, vencedora da mais recente edição do Festival Termómetro, com o seu tema “Depressão” e outro nome que se apresenta no Vai-m’à Banda, acompanhada pelo Francisco Santos na bateria, Tiago Martins no baixo e Lana Gasparotti nas teclas.

ALGUMACENA é o projeto de Ricardo Martins e Alex D’Alva Teixeira, onde ambos exploram um território sónico e vasto em Que Te Tira O Sono à Noite, editado em 2022 e gravado por Bruno Xisto, pela Regulator Records. Uma outra aventura musical que vem a Guimarães é a de guitarrista Pedro Branco, conhecido pela sua presença em You Can’t Win, Charlie Brown, que se desafiou a si mesmo a reinterpretar a obra do cantor Marco Paulo, no chamado Branco toca Marco Paulo.

Club Makumba, isto é, Tó Trips, João Doce, Gonçalo Prazeres e Gonçalo Leonardo, marcam a sua presença no Vai-m’à banda, para um exercício musical livre, espontâneo, experimental e tribalista, hasteando uma bandeira que não conhece preconceito ou fronteiras.

Natural de Guimarães, Tiago encerra o dia no Vai-m’à banda, no Largo Trovador. Dando espaço para os seus quase vinte anos de experiências nas pistas de dança, traz uma intensidade descontraída que se reflete na natureza expansiva e inquisitiva dos seus sets.

O Vai-m’à Banda é uma organização Revolve, com o apoio do Munícipio de Guimarães e claro, da 3. Tem entrada gratuita, com limite de pulseiras que dão acesso ao teleférico entre Guimarães e a Montanha da Penha.