Agenda

Três Tristes Tigres

Há um lugar único ocupado pelos Três Tristes Tigres na história da música portuguesa da década de 90. Com um legado ímpar enquanto grupo, o mérito é indissociável dos nomes de Ana Deus e Alexandre Soares, músicos que se espelham através de uma linguagem e estética própria e que os distingue invariavelmente enquanto artistas – comprovam-no também em Osso Vaidoso, projeto que o duo tem em comum.

Talvez seja da junção do regresso aos palcos e da benesse artística de saber fazer canções que não ficam presas no tempo que terá surgido a vontade para a criação de Mínima Luz, o novo disco de originais do grupo portuense, lançado em maio deste ano.

A 20 de novembro, os Três Tristes Tigres levam o novo disco ao palco do gnration, em Braga. O espetáculo está marcado para as 19h e conta com o apoio da Antena 3.

Composto e produzido por Alexandre Soares e Ana Deus, Mínima Luz conta com participações do baterista Fred Ferreira (Orelha Negra, Banda do Mar, Buraka Som Sistema), do baixista Rui Martelo, do percussionista Gustavo Costa e da harpista Angélica Salvi. Neste regresso, ressalva-se nas colaborações também o nome da poetisa e dramaturga Regina Guimarães, letrista e amiga de longa-data, figura importante na arte do grupo, que entrega ao disco cinco poemas, que se veem ladeados por poemas de Luca Argel (com quem Ana Deus partilha o projeto Ruído Vário), da própria Ana Deus e de traduções adaptadas de poemas de William Blake e Langston Hughes. Para o grupo, Mínima Luz é “a vontade de estar presente no hoje, e ser parte dele também”, manifesto humilde de um dos mais importantes nomes da música portuguesa e de quem não sabe que faz canções que não se desvanecem com o passar do tempo.

Os bilhetes para o concerto de Braga podem ser adquiridos no balcão do gnration, na bilheteira on-line e nos pontos de venda da BOL.