Agenda

A Flor do Buriti

A Flor do Buriti estreia-se nas salas de cinema portuguesas no dia 21 de março, com o apoio da Antena 3.

Em 1940, duas crianças do povo indígena Krahô encontram na escuridão da floresta um boi perigosamente perto da sua aldeia. Era o prenúncio de um violento massacre, perpetuado pelos fazendeiros da região. Em 1969, durante a Ditadura Militar, o Estado brasileiro incita muitos dos sobreviventes a integrarem uma unidade militar. Hoje, diante de velhas e novas ameaças, os Krahô seguem caminhando sobre sua terra sangrada, reinventando diariamente as infinitas formas de resistência.

Depois do filme Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, os realizadores João Salaviza e Renée Nader Messora continuam com os Krahô, trazendo um dos temas mais urgentes da atualidade: a luta pela terra e as diferentes formas de resistência implementadas pela comunidade da aldeia Pedra Branca, situada na região Tocantins, no Brasil. Filmado durante quinze meses, em película 16mm, dentro da Terra Indígena Kraholândia, A Flor do Buriti foi apresentado mundialmente em Cannes e conquistou mais de dez prémios em vários festivais internacionais.

Sessões especiais

O Cinema Ideal, em Lisboa, promove, no dia da estreia, 21 de março, pelas 21h15, uma sessão de exibição do filme com a presença dos seus realizadores e de Susana Viegas, antropóloga e investigadora no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.

No dia 24 de março, às 16h30, também em Lisboa, o Cinema Fernando Lopes promove uma sessão com a presença dos realizadores e moderação de João Torgal e Daniel Mota (do podcast da Antena 3 Os Cinéfilos Que Ninguém Pediu).