Quais são os dois momentos mais altos do dia-a-dia de um português? O almoço e o jantar, claro!

Pelo meio há petiscos, um pica aqui e um pica ali, mas isso são coisas introdutórias, meros aquecimentos para as duas refeições principais. Até é maravilhoso chegar ao almoço depois de saltar o pequeno-almoço: isso permite encaixar melhor o bacalhauzinho à minhota, a açordinha alentejana ou a feijoadinha à transmontana. Em Portugal existe um gigante prazer pela comida e consta que só há dois portugueses que não consideram a nossa gastronomia como a melhor do mundo. Só não se sabe é quem são e onde vivem esses dois portugueses..

Apesar de pouco modestos, a cultura da comida confere aos portugueses um jeito único de ser… e o facto de estarmos sempre a comer e com a boca cheia impede-nos de dizer mais asneiras.