Emitido

2018/06/09

 

Episódio nº 57

Convidados

Filipe Novais (telespectador);

João Pedro Figueiredo (ERC);

Ricardo Almeida (telespectador);

João Pedro Galveias.

 

Texto do Provedor

Acesso a todos os conteúdos, em qualquer momento, nas melhores condições, em qualquer lugar do mundo e em qualquer ecrã – esta é a promessa anunciada pelas plataformas digitais dos serviços públicos de media de vários países europeus. É também o que promete a RTP/Play. Mas, como vimos, apesar das melhorias recentes, ainda estamos muito longe de poder contar com um serviço tão amplo.

Neste Voz do Cidadão demos a conhecer os constrangimentos mais importantes que o desenvolvimento do serviço RTP/Play enfrenta. Destacamos dois: o facto de muitos programas estrangeiros não terem direitos de difusão internacional disponíveis, o que também acontece com alguns eventos desportivos; e, em segundo lugar, a dimensão dos investimentos necessários para oferecer em boas condições os programas emitidos nos canais RTP.

Contudo, o desenvolvimento da plataforma de distribuição digital representa para a RTP desafios muito mais relevantes do que a simples procura de boas condições de transmissão e receção. Implica, por um lado, revolucionar todo o modo de fazer televisão para ter em conta a sua difusão via internet; e, por outro lado, exige a criação de normas de autorregulação capazes de superarem as insuficiências e lacunas que ainda prevalecem no enquadramento legal do serviço prestado pelas plataformas do tipo RTP/Play.

Eu sou o seu Provedor. Não se esqueça, pode contar comigo.

Veja o programa completo aqui