Emitido

2019/05/11

Episódio nº 97

 

Convidados

Ana Pitas;

Gertrudes Marçal;

Tiago Góis Ferreira;

José Fragoso;

Mário Carneiro;

Carla Adão;

José António Teixeira

 

Texto do Provedor

A RTP não se pode resumir a uma estação paroquial que apenas mostra o adro da igreja e os lugares mais conhecidos da freguesia. É sua obrigação dar a conhecer o mundo e as realidades que nele se cruzam com o interesse do país e o dos portugueses. Não pode ficar pelo jardim, tem de estar atenta ao que se passa para além dele. Nisso não fará mais do que aquilo que há séculos andam fazendo os portugueses que agora encontramos radicados em todos os cantos do planeta.

A inveja é a última palavra dos Lusíadas. E é a primeira que vem à cabeça quando se leem algumas críticas aos programas da RTP realizados no estrangeiro. Mas há também quem discuta se esta deve ser uma prioridade da televisão pública quando – dizem – ela tão pouco mostra do país. Não creio que as duas opções sejam necessariamente antagónicas, até porque os recursos consumidos nos programas filmados em país estrangeiros não representam montantes muito elevados. Mais significativos são os custos com a rede de correspondentes permanentes da RTP. Quanto a esta, se existe algo de criticável é o facto de ela ser tão exígua que nem sequer cobre capitais tão importantes como, por exemplo, Londres.

Eu sou o seu provedor. Não se esqueça, pode contar comigo.

Veja o programa completo aqui