Emitido

2019/06/01

Episódio nº 100

Texto do Provedor

A análise dos telejornais durante a recente campanha eleitoral mostra duas coisas. Por um lado, a RTP cumpriu com a obrigação de tratar de forma equilibrada todas as candidaturas de partidos que em 2014 tinham conseguido eleger deputados europeus. Por outro lado, tratou todas as outras candidaturas como se fossem de um outro campeonato: concedeu-lhe um quinto, um décimo, ou ainda menos, do tempo que gastou com cada um dos ditos grandes partidos.

Tudo isto é legal. É verdade que, a RTP organizou – fora do Telejornal – debates com todos as formações políticas concorrentes e emitiu no seu principal jornal reportagens sobre todas as candidaturas. Fica, porém, confirmado que os media, salvo raras exceções, só reconhecem os protagonistas consagrados pelo eleitorado. O que, em tempos de fragmentação do espetro político, torna as redes sociais fortemente apelativas para quem ainda não faz parte do clube.

Este é o ano de todas as eleições e nos próximos quatro meses teremos duas novas campanhas eleitorais. A RTP tem de continuar a marcar a diferença. Eu sou o seu Provedor, não se esqueça, pode contar comigo.

Veja o programa completo aqui