Emitido

2019/04/13

Episódio nº 94

 

Convidados

Jorge Mongorrinha (investigador Eurovisão);

António Costa Pinto (Professor Universitário ICS);

António Calvário (cantor);

Gonçalo Madaíl;

José Lopes Araújo

 

Texto do Provedor

A Eurovisão é uma organização vasta, presta muitos serviços à RTP, mas o que a torna realmente conhecida é o festival da Eurovisão. O espetáculo mais visto em todo o mundo é um palco apetecível para quem quer dar a conhecer a causa pela qual luta. A sua realização em Telavive é uma tentação para os que denunciam a continuada agressão do Estado israelita aos seus vizinhos.

Israel desafia há décadas o direito internacional anexando territórios e recusando reconhecer o direito dos palestinos a um Estado próprio. É igualmente vítima de ataques por parte de alguns dos seus vizinhos. O conflito prolonga-se há mais de meio século e parece não ter fim. Como se vê não faltam razões para que o Eurofestival seja invadido por protestos contra a política externa israelita.

Só que não foram os Estados que decidiram levar o Eurofestival a Telavive. Foram os jurados de vários países e o público europeu quem determinou a vitória da canção israelita. Argumento que não é tido em conta pelos opositores de Israel. O que não há dúvida é o facto de, entre nós, a polémica política já ter feito esquecer a controvérsia sobre a canção portuguesa.

Eu sou o seu provedor. Não se esqueça, pode contar comigo.

Veja o programa completo aqui