Rafael nasceu no seio de uma família disfuncional, filho de pais toxicodependentes, sem condições para o criar. Depois da morte do pai, a mãe desapareceu do mapa e foi entregue ao avô paterno, Amadeu, que tomou conta dele. Rafael vive por isso na pensão, junto do avô, rodeado de amigos e num ambiente muito familiar, onde finalmente tem tudo para crescer feliz.

Rafael não se recorda de grande parte do seu passado com os pais. É um miúdo feliz, muito traquinas e rebelde, mas ainda assim amoroso. Ninguém lhe passa indiferente. cativa pela sua energia e beleza.

Constrói facilmente boas relações, como é o caso de Xana e Alice. Tem uma relação de grande cumplicidade com Amadeu que, acima de avô, é um grande companheiro. No entanto, ao perder o Avô, Rafael ressente-se e mostra cada vez mais querer ter um pai e uma mãe. Não será, portanto, de espantar que os candidatos mais óbvios ao olhar de Rafael sejam Xana e Edgar.

Assim, é através deles que Rafael irá procurar alguma estabilidade familiar.