Sinopses

Próximos episódios

Episódio 153

  • A emitir em 2020-07-13
  • na RTP1

Rita fica feliz ao perceber que a irmã e Luís estão novamente juntos. Luís conta à mãe que ele e Sofia estão novamente juntos. Cármen alerta o filho para que se prepare para os próximos tempos, ele mostra-se confiante.
Alzira mostra-se ansiosa pela visita do critico, por sua vez Raúl já nem quer ouvir falar no assunto. Raúl chega ao quartel. Domingos despede-se de todos e diz que teve um turno muito cansativo, mas Raúl não o deixa ir e atribui-lhe uma nova tarefa. Raúl comenta com os outros bombeiros que o funcionamento do quartel vai melhorar. De repente ouvem uma travagem seguida por um embate. Todos correm para lá.
Pedro acompanha Sofia ao hospital e fica espantado ao perceber que ela ainda não contou à mãe, a Romão e a Rita o que se está a passar. No local do acidente, Raúl chama à atenção de Domingos por ter ido contra um poste. Evelina e Arnaldo prestam assistência ao amigo, mas Raúl ameaça Domingos com um processo disciplinar. Evelina, Arnaldo e Telmo ficam muito indignados com a atitude. Amélia volta ao clube e relembra a António o namoro dos dois, em novos. António fica atrapalhado. Cremilde chega e encontra-os a conversar, o que a deixa aborrecida. Os advogados de Romão comunicam-lhe que vai ter de pagar uma avultada multa por não ter interrompido os trabalhos na mina e não ter seguro de acidentes de trabalho. Romão fica furioso e diz-lhes que não tem como pagar. Depois dos advogados saírem, Gil conta a Romão que Manuela o assediou e que ele resistiu. Mas ela o terá ameaçado que ia dizer a Romão que são amantes. Romão fica em choque e pede a Gil para sair. Sofia, Pedro e Luís regressam do hospital, apesar das circunstâncias, estão animados pelo facto do aneurisma ser operável. Sofia informa-os que só pretende fazer a cirurgia depois do bebé nascer, mas Pedro pede-lhe que pense melhor no assunto.
Ler mais >

Episódio 154

  • A emitir em 2020-07-14
  • na RTP1
André volta à oficina de Pedro e pede-lhe que lhe conceda um minuto. André pergunta-lhe se é verdade que ele tem visões. Pedro diz-lhe que se especula muito acerca dele e que apenas tem uma sensibilidade mais apurada do que a maioria das pessoas. Sofia conta a Rita que tem um aneurisma. Ela fica alarmada. Mas não desenvolvem a conversa, pois Júlia está na farmácia e pode ouvir a conversa.
Romão pede desculpa a Gil por ter reagido mal quando ele lhe contou o que aconteceu com Manuela. A conversa é interrompida por uma chamada de Raúl que o informa do acidente com a ambulância. Júlia conta a Cândida que esteve na farmácia e ouviu uma conversa entre Sofia e Rita, em que Sofia assumia que tem visões. Cândida fica muito surpreendida. Cármen vai ter com o Pedro e conta-lhe que está a sofrer com o afastamento dele. Pedro explica-lhe que está apenas recolhido, mas Cármen lamenta ter de suplicar pela sua atenção e amor. Sofia vai a casa da mãe e conta a toda a família que tem um aneurisma. A preocupação é geral. Cândida pergunta à neta se ela tem visões, mas Sofia diz-lhe que devido ao aneurisma teve algumas alucinações. Jorge avisa Pedo que ele tem de mudar a sua atitude se quer continuar com Cármen a seu lado. Pedro põe a hipótese de ser melhor afastarem-se. Jorge fica incrédulo. Amélia está a jantar no restaurante, enquanto Alzira e Raúl continuam ansiosos pela chegada do famoso crítico. Amélia pede a carta das sobremesas e Alzira pressiona-a para provar a sericaia, mas ela insiste que quer ver a carta. Assim que Pedro chega, Cármen diz-lhe que precisa de alguém que não tenha medo de se entregar. Não quer viver com um segredo ambulante. Pedro mantém o silêncio e começa a arrumar as suas coisas. Cármen pergunta-lhe se ele se vai embora e ele diz-lhe que a ama e sai com as suas coisas. Cármen fica devastada.
Ler mais >

Episódio 155

  • A emitir em 2020-07-17
  • na RTP1
Cármen conta a Luís que terminou a relação com Pedro. António conta a Valentim que Raúl está em maus lençóis por ter instaurado um processo disciplinar a Domingos e conta-lhe que os bombeiros sentem muito a falta dele. Rita conta a Sofia que Júlia anda a espalhar que ela tem visões. Sofia desmente, mas a irmã alerta-a para a possibilidade de aparecerem pessoas a pedir-lhe ajuda. Cremilde procura Sofia e pede-lhe ajuda, conta-lhe que já sabe que ela tem poderes especiais. Sofia nega ter visões e põe fim à conversa. Manuela vai ter com Pedro e diz-lhe que se Sofia morrer devido ao aneurisma, nunca lhe irá perdoar. Raúl mostra a Alzira a crítica ao Sericaia. Alzira fica inquieta por não se ter apercebido de quem era o crítico e fica incrédula quando Raúl lhe lê que ele a considerou antipática. Ao aperceber-se que a ementa escolhida pelo crítico foi filete de peixe-galo, Alzira apercebe-se de que afinal o crítico era a professora de Évora. Evelina distribui material para que os bombeiros possam fazer os cartazes de protesto ao novo comandante.
Dulce vai à farmácia e fica a saber que Sofia tem um aneurisma e mostra-se disponível para a ajudar no que for preciso. Luís está furioso com a atitude de Pedro e comenta com Rogério que ele é um egoísta e ingrato. Rogério defende que ele deve estar muito preocupado com a Sofia, mas Luís diz-lhe que preferia que a mãe nunca mais olhasse para o Pedro.
Ler mais >

Episódio 156

  • A emitir em 2020-07-20
  • na RTP1
Evelina ensaia com os colegas as palavras de ordem da manifestação. Romão entra e fica perplexo, ouve os bombeiros a pedir que Raúl seja afastado e reclamam o regresso de Valentim. Raúl chega ao quartel e fica furioso. Evelina e os bombeiros exigem que seja retirado o processo disciplinar a Domingos e que Valentim volte para o seu posto, caso contrário, ameaçam entrar em greve. Manuela conta à mãe que esteve com Pedro, conversaram acerca de Sofia e ela ficou com a impressão que ele e Cármen já não estão juntos. Cândida diz-lhe que, se assim for, é o momento ideal para ela o reconquistar. Manuela pede à mãe que a ajude, como o fez, quando ela engravidou de Sofia. Dulce conta a Sandra que Sofia tem um aneurisma. Ela lamenta a sorte da amiga e sente-se arrependida por se ter envolvido com Luís e confessa que gostava que o Arnaldo tivesse aparecido logo depois de Gil. Sandra diz à amiga que ele esteve sempre de volta dela, mas ela só o viu quando ele colocou uma mascarilha. Domingos entra no quartel e diz aos seus colegas que ficou sem palavras pela atitude deles, mas alerta-os para o risco. Os amigos mostram-se decididos, dizem-lhe que irão cumprir apenas com os serviços mínimos, até que Romão tome uma decisão. Romão desabafa com Gil acerca da difícil situação que enfrenta nos bombeiros, porque que lhe custa muito assumir que foi um erro eleger Raúl como comandante. Luís apercebe-se da tristeza da mãe, porém Cármen diz-lhe que vai ficar bem. André vai à farmácia conversar com Sofia. Ela já sabe que ele está a fazer um estudo, por isso adianta-se a esclarecer que ela é uma pessoa normal. Romão recebe uma intimação da Secretaria de Estado do Ambiente, que o obriga a fechar definitivamente a mina. Fica em choque.
Ler mais >

Episódio 157

  • A emitir em 2020-07-21
  • na RTP1
Romão está assustado por ter de devolver todo o dinheiro que foi empatado na mina pelos investidores. Gil assiste alarmado e põe a hipótese da sucessão de azares serem da responsabilidade de Cândida. Enquanto Cristina vai até à farmácia combinar um encontro entre Adelaide e as sobrinhas. Cândida comenta com Adelaide que existem enfermeiras que gostam de manter os pacientes doentes e às vezes até os matam. Cândida põe a hipótese, de não ser o caso de Cristina, mas Adelaide fica incomodada. António mostra a crítica que saiu sobre o Clube de Pesca a Cremilde e João, todos ficam muito felizes. António põe a possibilidade de ter sido Amélia a escrever a crítica, e comenta que é mais do que merecida porque Cremilde tem muito talento. Alzira está indignada com a crítica do Clube de Pesca. Júlia diz-lhe que é justa, porque eles servem muito bem e dão atenção às pessoas. Gabriel chama a atenção por elas estarem a discutir com clientes no restaurante.
Raúl regressa ao quartel e não consegue fazer valer as suas ordens perante os bombeiros. Entretanto soa a sirene no quartel e Raúl dá orientações para que sigam para o incêndio que deflagrou no barracão do Anacleto, mas os bombeiros lembram que só avançam se ceder às exigências deles. Raúl fica muito indisposto com a atitude da corporação e ameaça que se vão arrepender. Luís e Sofia vão sair quando surge André. Luís não gosta da abordagem de André e apresenta-se como namorado de Sofia. André pede-lhe ajuda, pois pretende um depoimento de Sofia sobre os seus pais, o sobrenatural e o misticismo. Luís esclarece que Sofia não faz nada que não queira. Alzira pede ajuda a Valentim, conta-lhe que Raúl está a ter sérios problemas pela corporação estar de greve, e ter de enfrentar um incêndio sem a ajuda deles. Valentim fica indignado e sai para o quartel. Raúl pede reforços ao quartel de Arraiolos. Domingos vai chamar Arnaldo, diz-lhe que o comandante Valentim está na zona operacional a reunir todos os bombeiros. Raúl fica incomodado e diz a Valentim que não precisam da sua ajuda. Valentim diz-lhe que ele tem de decidir se quer ir sozinho, ou se deixa o quartel atuar e evitar que o fogo disperse. Perante a falta de reação de Raúl, Valentim dá a ordem para partirem para o local do incêndio, deixando Raúl esmagado pela sua liderança.
Ler mais >

Episódios anteriores

Episódio 152

  • Emitido em 2020-07-10
  • na RTP1
Pedro conta a Cármen que Sofia tem um aneurisma. Cármen mostra-se disponível para o ajudar e comenta que Luís já deve saber, porque ele está devastado. Rita vai ter com Gabriel e diz-lhe que está preocupada com Sofia. Os dois são interrompidos por Júlia que oferece a Rita um embrulho. Rita fica em choque ao ver o vestido, diz a Júlia que não é o seu género e começa a espirrar sem parar. Rita põe a hipótese a Júlia de o poder oferecer na paróquia, mas sem querer, ofende a avó do namorado que se vai embora.
Luís vai ter com Sofia, conversam sobre as possíveis decisões a tomar, mas decidem esperar pela opinião do médico. Luís pergunta-lhe se pode estar a seu lado e ter esperança de a poder reconquistar e Sofia diz-lhe que sim. Os dois beijam-se apaixonadamente.
Gil recebe nova sms de Manuela a marcar um encontro. Gil responde-lhe que não vai e recebe outra mensagem preocupante dizendo que se ele não aparece, se vai arrepender. Cândida quer ir ao quarto de Adelaide, mas Cristina faz tudo para evitar, dizendo que ela está a descansar. Cândida não gosta da atitude da enfermeira. Evelina lamenta que todos têm namorado ou namorada, menos ela. Domingos conta-lhe que sabe que Arnaldo tem uma namorada espanhola. Evelina quer saber pormenores, mas Domingos diz-lhe que a mensagem que viu não tinha o destinatário. Os dois cruzam-se com Dulce e perguntam-lhe se ela tem alguma aluna espanhola, ela diz-lhes que não e eles contam-lhe o motivo da pergunta.
Alzira diz a Júlia que ela devia ser mais otimista e perceber que a visita do tal crítico seria muito positivo para eles. Romão comenta com Raúl que já é seu, o cargo de comandante, pela via oficial. Romão está com uma estranha atitude de cobrança por o ter nomeado, o que deixa Raúl inquieto.
Ler mais >

Episódio 151

  • Emitido em 2020-07-09
  • na RTP1
Sofia vai ter com o pai e conta-lhe do seu aneurisma e da sua decisão de não fazer nada que possa prejudicar o bebé. Pedro fica destroçado.
Um jovem bem-parecido aparece no consultório de Manuela. Apesar de não ter marcação, Manuela decide recebê-lo, mas percebe que ele pretende gozar com o seu trabalho e por isso convida-o a sair. Em conversa com Graça, ocorre-lhe que seria genial se o tal rapaz fizesse um estudo universitário que desse credibilidade ao seu trabalho.
Adelaide pede ajuda a Cristina para fugir de casa de Manuela. A enfermeira não a apoia e fica apreensiva por Adelaide continuar preocupada com o bebé de Sofia. Dulce vai até ao bar, onde Arnaldo está e fazem conversa como se não se conhecessem bem, mas a cumplicidade entre os dois sente-se no ar. Alzira está nervosa com a eventual visita do crítico gastronómico. Amélia entra no restaurante e Alzira atende-a. Raúl põe a hipótese de ela ser o tal crítico, mas Alzira não acredita, pois ela disse-lhe que é professora em Évora.
António mostra-se irritado por João não o ter ajudado durante a manhã. Cremilde volta a ter um ataque de ciúmes por causa de Amélia, mas António não acha graça. Um jovem pede indicações para o melhor local onde ele poderá encontrar Pedro Homem. Graça conta a Telmo que Manuela recebeu a visita de um universitário que quer fazer um estudo sobre a sua atividade. André, o universitário, entra na oficina num momento em que Pedro não se está a sentir bem. Pedro corre com ele, dizendo que não é boa altura e que não o pode ajudar no seu estudo. Sofia está a fechar a farmácia, mas com a entrada de André, deixa cair a sua pulseira e é ele que a apanha. Os dois encontram-se no olhar e André é sedutor no seu discurso e Sofia fica curiosa.
Ler mais >

Episódio 150

  • Emitido em 2020-07-07
  • na RTP1
Cristina aparece no bar dos bombeiros e conta a Domingos que recebeu um convite para voltar a cuidar de Adelaide. Confessa ao amigo que o facto de ser em casa de Manuela, não lhe agrada muito. Domingos fica satisfeito por Cristina ter mais um motivo para ficar por Montemor.
Alzira conta a Raúl que um conceituado crítico gastronómico vai visitar o Sericaia. Os dois combinam estar mais atentos aos clientes que não conhecem. Júlia aconselha-os a não terem ilusões de que advenha algo de bom dessa visita. Rita sai para se encontrar com Gabriel e Sofia aproveita o momento a sós para devolver a chamada a Luís. Sofia pede-lhe que não conte a ninguém do seu aneurisma. Luís diz que a acompanha na ida ao médico.
Adelaide está mais lúcida e pede à mãe que a deixe voltar para casa de Sofia. Cândida diz-lhe que a sobrinha não a quer em sua casa, porque receia que ela faça mal ao bebé. Adelaide diz-lhe que não se sente bem naquela casa e Cândida dá-lhe como opção o internamento num manicómio. Romão confessa a Graça que a sua situação financeira está instável, a dada altura diz-lhe que não quer envergonhar as suas filhas e mulher. Deixando Graça furiosa por ele ainda pensar em Manuela. Dulce recebe uma mensagem de Pablito e vai ao seu encontro. Os dois dançam ainda mais sensuais e beijam-se ardentemente. Luís desabafa com Rogério que está angustiado, porque Sofia está gravemente doente. Luís pede-lhe segredo. Jorge visita Sofia e pede-lhe que faça uma TAC, para seu grande espanto ela diz-lhe que já fez e mostra-lhe os resultados. Jorge fica em choque ao ver os exames e diz-lhe que ela tem de ser vista imediatamente por um neurocirurgião. Jorge diz-lhe que talvez o aneurisma dela seja operável, mas Sofia diz-lhe que não fará nada que possa prejudicar o seu filho.
Ler mais >

Episódio 149

  • Emitido em 2020-07-07
  • na RTP1
Telmo termina de gravar mais um vídeo. Domingos diz-lhe que ele parece genuíno e pede-lhe para lhe ler as cartas. Telmo fica surpreendido, mas aceita. Luís liga para Sofia, quer saber se ela se sente melhor. Ela pede-lhe desculpa pelo dia anterior. Luís convida-a para lanchar, mas Sofia diz que lhe liga depois. Cármen procura Jorge, pede-lhe que lhe diga o que está a preocupar Pedro, para além do eventual aneurisma de Sofia. Jorge mente dizendo que não sabe de nada e reforça que Pedro a ama.
Cristina termina de dar mais uma aula aos bombeiros e Domingos convida-a para almoçar. Evelina repara no sucesso de Domingos e comenta com Arnaldo que só restam eles como encalhados. Arnaldo diz-lhe que ele não é encalhado e Evelina quer saber pormenores, mas ele não lhe conta. Rita aparece na farmácia e lembra Sofia que é o seu primeiro dia de trabalho. Sofia está desconcentrada e pede a Henrique que lhe explique como funcionam as coisas. Sofia recebe uma chamada e diz a Rita que vai ter de sair para tratar de assunto.
Cândida leva Adelaide para casa de Manuela. Pedro está desanimado, explica a Cármen que tentou alertar Sofia, mas ela não quer fazer exames que possam ser prejudiciais ao bebé. Cármen conta a Pedro que foi pedir ajuda a Jorge para o compreender melhor, mas ele não a conseguiu ajudar. Pedro diz-lhe que não lhe está a esconder nada, mas Cármen não fica convencida.
Sofia entra em casa destroçada, traz consigo o exame que confirma que ela tem um aneurisma. Luís toca à porta e chama por Sofia que demora até lhe abrir a porta. Abraçam-se e Sofia conta-lhe que tem um aneurisma tal como o seu pai. Luís fica em choque, mas promete que vai estar sempre ao seu lado. Rita aparece e Luís deixa-as sozinhas. Rita conta a Sofia que a avó foi buscar Adelaide. Sofia começa a chorar compulsivamente, deixando Rita em choque. Romão está desmoralizado com o andamento dos seus negócios e avisa Gil que vai sair para visitar Sofia que se sentiu mal na véspera e ver a Rita.
Uma antiga amiga de António aparece no clube e Cremilde não gosta. João aparece e António diz-lhe que ele afugenta os clientes, Cremilde assiste e fica furiosa com o marido. Domingos e Cristina almoçam no Sericaia, os dois riem-se muito e demonstram cumplicidade. Luís lê na internet páginas sobre aneurisma e operações. Cármen entra para falar com o filho e ele esconde-lhe o motivo do seu desassossego. Luís pergunta a Cármen se o Pedro sabe como está a Sofia, mas ela aconselha o filho a ligar para Sofia a saber como ela está.
Romão aparece na farmácia e estranha quando vê Rita e ela lhe diz que agora trabalha ali, em part-time. Romão não gosta da ideia e aconselha a filha a concentrar-se nos estudos. Rita corre com o pai, dizendo que tem de trabalhar. Sofia aparece em casa da mãe para ver a tia Adelaide e mostra-se desagradada pela solução da tia voltar para aquela casa, mas acaba por consentir, desde que seja contratada a enfermeira Cristina para estar com ela. Cândida está satisfeita por ter conseguido convencer Sofia.
Ler mais >

Episódio 148

  • Emitido em 2020-07-06
  • na RTP1
Júlia conta ao filho e a Alzira, que Adelaide não está bem. Alzira faz as contas da semana do porco preto e comenta com Raúl que ele não devia ter gasto dinheiro na carne do Romão. Raúl diz-lhe que isso lhe valeu o cargo de Comandante, Alzira lembra que Valentim foi destituído por causa do João. Cármen conta a Felícia que está triste porque quer ter uma conta conjunta com Pedro e ele foge do assunto. Felícia alerta-a para o facto de Pedro não querer ser sustentado.
Pedro visita Sofia, a dada altura ela tem uma visão com Luís e, ao acordar cai. Pedro fica assustado e diz a Sofia que tem de ir imediatamente para o hospital. Luís diz a Rogério que vai passar por casa de Sofia para lhe oferecer uma caixa de frutos vermelhos.
Sandra pergunta a Dulce se ela vai fingir que não sabe que Arnaldo é o bailarino. Dulce diz-lhe que vai fazer o jogo dele, e pede segredo à amiga. Arnaldo passa e não lhes dá importância, o que deixa Dulce ainda mais interessada.
Rita e Gabriel chegam a casa de Sofia. Rita estranha o facto de a irmã não ter aparecido na farmácia. Rita recebe uma chamada de Sofia que lhe conta o que se passou. Entretanto chega Luís que vinha visitar Sofia. Rita conta-lhe o que aconteceu a Sofia. Luís fica preocupado e pede para esperar por Sofia.
Pedro questiona Jorge sobre a possibilidade de Sofia também ter aneurisma, lembra-o que ela sofre de dores de cabeça e alucinações, tal como ele. Jorge diz-lhe que no estado de Sofia, não é aconselhável fazer a despistagem, nem é normal que isso aconteça na idade dela.
Sofia chega a casa e vê Luís, mas não percebe se está a ter uma alucinação ou se a presença dele é real. Só quando Rita entra na sala e comenta que abriu a porta a Luís, é que Sofia se apercebe que a presença dele é real. Sofia agradece-lhe a oferta mas diz-lhe que precisa de descansar. Cândida liga a Rita, preocupada com Sofia e o bebé, mas a neta diz-lhe que está tudo bem e que Sofia está a descansar. Cândida diz-lhe para voltar para casa, mas Rita recusa.
A aula de dança de Dulce começa, Arnaldo faz par com a professora, que dá sinais de algum nervosismo. Arnaldo não dá sinal de saber dançar, o que deixa Dulce intrigada. Rita diz a Sofia que ela tratou muito mal Luís e conta-lhe que ele esteve ali nervoso à sua espera. Sofia confessa que está a ter um dia mau e promete ligar-lhe no dia seguinte. Dulce e Sandra combinam ir tomar um copo. Dulce recebe uma sms de Pablito a combinar um encontro no mesmo local e à mesma hora. De imediato desiste de ir sair com Sandra. João está a jogar matraquilhos com Gil, António irrita-se pela escolha de companhia do filho e chama-o. António e Gil desentendem-se, mas consegue afastá-lo de João. Cremilde fica irritada pelo marido estar a humilhar o filho. Dulce vai até à sala de dança e encontra rosas no chão. Pablito chama-a e voltam a dançar um tango. A dada altura Pablito pisa-a, e Dulce chama-o de Arnaldo e pede-lhe para ter mais cuidado. Arnaldo fica apavorado e Dulce diz-lhe que percebeu logo que era ele e que gostou do beijo. Os dois voltam a dançar e beijam-se. Pedro visita Sofia e mostra-se preocupado. Sofia desdramatiza, mas assim que o pai sai, liga para o hospital para marcar uma TAC.
Ler mais >