Nuno Pesqueira e Nágyla Galvão são bailarinos de Kizomba e foram finalistas no Got Talent de 2020. Pedro e Inês vêm da salsa e foram finalistas no Got Talent de 2016. Antes de qualquer um dos pares ter pisado o palco do maior programa de talentos do país, já se conheciam. Cruzaram-se no campeonato mundial de salsa, em 2015, tornaram-se amigos e em 2019 decidiram criar o projeto Soul Fusion. Vêm agora, novamente, ao Got Talent, desta feita a 4, porque se querem pôr à prova e perceber se com este projeto de grupo conseguem ir tão longe, ou até mais além…

Já dançam há bastante tempo. Nuno desde os 16, Nágyla desde os 17. Nuno foi influenciado pelo avô, que também era bailarino, e desde criança teve a oportunidade de explorar e participar em
várias atividades artísticas. Nágyla, oriunda do Brasil, teve sempre uma ligação à dança, sendo que o forró e o samba faziam parte da sua vida quotidiana (em festas familiares). Começaram a dançar juntos em 2010 e nesse mesmo ano foram campeões nacionais de kizomba. Em 2013 como em 2014, tornaram-se campeões nacionais de salsa, representando Portugal no World Salsa Open em Porto Rico. Também assumem a tarefa de serem membros de um júri em várias competições de dança. Em 2015, foram Campeões Mundiais de Kizomba (Kizomba Open 2015), em 2016 ganharam o prémio de melhor coreografia na gala do Dance Awards em Lisboa, foram Best Show e Best Kizomba Dancers 2017, pelo World Kizomba Awards. Em 2019 voltaram a ser premiados com o prémio Best Show 2018.

Pedro estreou-se na dança com 8 anos e Inês veio da ginástica acrobática e começou a dançar salsa por volta dos 19. Pedro e Inês foram campeões da Europa de salsa em 2015 e representaram Portugal no campeonato do Mundo nesse mesmo ano (onde conheceram Nuno e Nágyla). Participaram no genérico de uma novela e desde 2015 que não competem.

Os dois pares já participaram em diversos eventos nacionais e internacionais e enquanto Soul Fusion tiveram também algumas participações em programas de TV, como bailarinos convidados.

Escolheram o nome Soul Fusion porque, sendo artistas muito diferentes e tendo os dois pares estilos distintos, queriam que este projeto fosse a junção de cada um deles. Consideram-se artistas criativos, inovadores e apaixonados e dão-se os 4 muito bem. Soul Fusion coreografam-se a si próprios e o que os diferencia de outros grupos é precisamente esta fusão de estilos que propõem.

O mais importante quando estão a atuar é sentirem e desfrutarem do que estão a fazer. Com esta participação no Got Talent, os Soul Fusion querem essencialmente partilhar a arte.