Sara tem 19 anos e vem de uma família, toda ela, ligada à música: o pai toca, a prima está a estudar
música em Londres, a tia também toca, o irmão também… Por isso, estudou no Instituto Gregoriano
de Lisboa (uma espécie de Conservatório), onde fez o 5º grau de formação musical em canto. Desde
que se lembra que canta com o pai a acompanhá-la a tocar mas, ainda assim, no secundário, optou
por seguir Ciências por achar a música uma possibilidade pouco realista.
Fez um curso de teatro musical pós-laboral e, com isso, conseguiu ainda fazer alguns espetáculos no Casino do Estoril e na Malaposta. Entretanto, começou a partilhar alguns vídeos seus a cantar nas redes sociais e acabou por ser contratada pelo rapper Bispo, para o acompanhar como backvocal nos concertos. Mais recentemente, foi convidada pelos Youtubers Os Primos para o espetáculo que estes deram no Tivoli, no Porto, e no Coliseu dos Recreios, em Lisboa. Gostava de estudar teatro musical em Londres (está a poupar dinheiro para isso) e sonha, um dia, entrar para a Broadway. Até lá, está a licenciar-se em Estudos Artísticos, na Faculdade de Letras em Lisboa, a dar aulas de música em duas escolas primárias e a dar aulas privadas de canto ao fim de semana. De quem já a ouviu cantar, tem recebido os melhores comentários, incluindo pessoas a dizerem para alguém agarrar nela, pois será, de certeza, um grande sucesso.
Agora, quer vir ao Got Talent Portugal porque acha que está na altura de se mostrar, apesar do receio. Acredita que se distingue como artista pela emoção e valor que dá às palavras quando está a cantar. Para si, quando está em palco, o mais importante é passar a mensagem de que toda a gente merece uma oportunidade de ser ouvido.
Depois de uma fase mais difícil, onde se viu ficar sem grandes trabalhos devido à pandemia, Sara participou na grande cerimónia dos prémios Play deste ano, ao lado de João Pedro Pais e Bispo, numa noite de grande significado para si e para a sua carreira.