Natural das Caldas da Rainha, cresceu no concelho de Óbidos e tornou-se na Maia campeão da Europa e vencedor da Taça do Mundo de ginástica acrobática. E tudo se desenrolou em poucos meses e começou com uma paixão pelo… circo.

A paixão do Frederico Silva à ginástica começou em criança e nos trampolins, no Acrotramp Clube das Caldas. Mas acabou cedo devido a um problema lombar. Nessa altura, achou que a sua carreira como ginasta tinha acabado, mas não tinha!

Foi na adolescência que o seu percurso começou a tomar forma, mas ainda longe de imaginar que alguma vez pudesse voltar à modalidade.

No 10º ano ingressou no curso de comunicação da Escola Bordalo Pinheiro, mas a paixão pelas artes falava mais alto.

Aos 16 anos, entrou para o Chapitô. Foram três anos de formação para se tornar acrobata aéreo.

Seguiram-se mais dois anos na SALTO – International Circus School, na Maia, que lhe deu o nível superior.

E foi aí que tudo começou a mudar. Depois de concluir os estudos, foi passar o Verão a Barcelona e, depois, colocou a mochila às costas e partiu para uma viagem à Ásia com amigos, longe de saber que não a concluiria.

Durante a viagem, recebeu uma chamada do Selecionador Nacional a convidá-lo a integrar a equipa. Apesar de ter algum receio de não corresponder às expetativas, decidiu aceitar e nessa altura tudo mudou e tudo o que sonhava começou a acontecer. A sua carreira como
ginasta acrobática deixou de ser um sonho e passou a uma realidade muito presente. Os prémios e reconhecimento do seu talento foi muito rápido.

Frederico Silva é um rapaz com um grande talento para as artes e a sua vida no circo é uma meta a alcançar.