O João e o Alexandre começaram a tocar concertina aos 6 ou 7 anos. A Sara começou a ter aulas de concertina aos 14 e depois começou nas de cavaquinho, até porque a família foi sempre muito ligada à música popular.

Nunca tiveram aulas de canto, só de respiração. Foi a professora Cláudia, que dava aulas de concertina, que, há dois anos, os juntou para um jantar de Natal. Fizeram uma música para aquele dia e, a partir daí, começaram a evoluir e a crescer. Como as pessoas reagiram bem, decidiram arriscar e avançar para um projeto mais a sério. Fizeram alguns espetáculos e lançaram um CD.

Cantam à desgarrada e fazem de tudo para manter a tradição portuguesa. Aquilo de que mais se orgulham, aliás, foi de ir tocar ao Luxemburgo e de levar aos emigrantes a música e a tradição popular portuguesa.

A Sara é irmã do João e a Cláudia é prima da Sara. O João e o Alexandre conheceram-se nas aulas de concertina.

O nome do grupo surge pelo facto de serem todos crianças e nascidos no berço da nação. No Got Talent Portugal, esperam mostrar ao público português que se deve manter a tradição e dar valor à nossa cultura.

Querem mostrar ao público que devemos preservar a nossa cultura, querem ser conhecidos mundialmente.

“Cabe aos jovens preservar a nossa história, mas infelizmente há muitos com vergonha da nossa cultura. Para nós é um motivo de orgulho e não queremos perder este lado da nossa tradição e cultura”.