Natural de S. Paulo, no Brasil, Erick Alves tem 36 anos e vive há dois no Porto. Com uma licenciatura em Psicologia e 15 anos de experiência no circo no Brasil, ainda não conseguiu singrar em Portugal e trabalha como empregado de mesa num restaurante e ainda como empregado de limpeza num hotel.

Erick diz que passou por uma grande mudança na vida, porque veio para Portugal para trabalhar nas artes, mas até agora não foi bem-sucedido. Desde o início de 2020 que esporadicamente dá aulas de trapézio numa escola de circo, como professor substituto, e está numa associação de pole dancers, como atleta (é lá que treina, tem aulas de aéreos e representa a associação em alguns eventos).

Vem ao Got Talent Portugal em busca da oportunidade certa para mostrar o seu valor enquanto acrobata aéreo. “Seria muito importante pela visibilidade do programa. Na arte quem não é visto não é lembrado”. E ele gostava muito de poder mostrar o seu trabalho a Portugal, porque veio para cá com esse intuito.