Coralie

Depois de 7 anos na Holanda, a francesa Coralie vive há 3 em Portugal.
Coralie sempre praticou desporto. Desde patinagem artística, ginástica, atletismo, artes marciais…
Ao mesmo tempo, era fã de circo, principalmente dos espetáculos do Cirque du Soleil. Quando descobriu o Pole Dance num vídeo do YouTube, aos 20 anos, ficou fascinada. Não tardou em comprar um
varão para começar a treinar em casa e a dedicar-se como autodidata. Aprendeu tudo sozinha.
Nunca teve aulas nem fez cursos. Limitou-se a aplicar aquilo que já sabia das outras modalidades
que tinha praticado e a replicar aquilo que foi encontrando na internet. Ao fim de cinco anos de
treino intensivo, em 2015, participou no seu primeiro campeonato nacional na Holanda e tirou um
curso para poder começar a dar aulas.
Durante o dia, Coralie trabalhava como administrativa numa grande empresa americana. Quando
veio para Portugal, mudou de área e tornou-se assistente executiva numa imobiliária. Pelo meio, ia
dando aulas em vários sítios do Algarve. O objetivo era testar a modalidade e perceber a adesão do
público. Conta que sempre recebeu muito apoio da família e do marido, porque sabiam como Coralie era dada ao desporto e que a sua abordagem ao Pole Dance era, precisamente, a da ginástica.
Ao longo destes onze anos de prática, já atuou várias vezes em público, entrou em competições e
fez inúmeras demonstrações. Um dos momentos mais marcantes foi quando, em 2018, um ano
depois de ser mãe, voltou à competição de alto nível, ficando desde logo no top 10.