O João é natural de Coruche. Com 5 anos, o João começou a ter aulas de música. Começou com o piano. Depois esteve algum tempo afastado da música e aos 12, 13 anos começou a “namorar” o saxofone. Só ouvia música com saxofone e dizia aos amigos que um dia ia tocar saxofone.

Há cerca de 4 anos começou a ter aulas de saxofone. Diz que toca horas a fio para conseguir tocar. Acha sempre que ainda tem de aprender muito. Tem de haver sintonia com o instrumento. Atualmente toca em casamentos, batizados, hotéis, sunsets, etc.

No confinamento tocava saxofone na varanda, às 22h00 em ponto, tocava o hino nacional para os vizinhos. Chegou a ser notícia.

João Canhão, ou seja, Dandy Sax, atua sempre com a sua indumentária de Dandy que não é só um estilo, é uma forma de vida. Faz parte do grupo Portuguese Dandys que valoriza os bons costumes, a honestidade, o regresso do estilo de vida de antigamente, a postura de um verdadeiro cavalheiro.

Muitos deles ligados à moda, cultivam o gosto pelo estilo apurado, pela roupa cuidada, pela linguagem refinada e pela diversão com elegância e estilo. O João tem também uma pequena barbearia vintage.

Tem uma grande admiração pelo Got Talent Portugal e acha que é o programa onde todos querem entrar para mostrar o seu talento. Pisar este palco vai fazê-lo sentir feliz e realizado. Não vai com medo, está a mostrar aquilo que é. Quer ouvir as opiniões e críticas porque acredita que me cada coisa negativa há sempre aspetos positivos a aprender.