Visitar o concelho é começar por caminhar pelo centro histórico de Angra do Heroísmo, pela malha urbana ortogonal, apreciar o casario, a sua nobre arquitetura, as suas cores, as suas gentes, os seus monumentos e sentir as emoções de estar na primeira cidade verdadeiramente europeia, fora da Europa continental.

Visitar o concelho é ir à Fortaleza de S. João Baptista, mandada construir pela Dinastia Filipina com o sangue, o suor e as lágrimas dos angrenses. É ir à vila de S. Sebastião visitar a Igreja Matriz, uma bela e valiosa obra de arte do arquipélago.