A paisagem de Santana é de corta a respiração, mas é nas pessoas que aí vivem que reside a sua maior riqueza.

Cristina é vista pela equipa como a cozinheira mais experiente, está habituada a cozinhar para grupos e amigos mas diz que aprendeu tudo com a mãe. A vontade de honrar a cozinha de Santana vence a timidez e torna-se a líder desta equipa, dando o seu toque em quase todos os pratos que apresentam. O objetivo é apensa um, ganhar!

Sempre que há festa em Santana, Catarina faz parte dela, a perícia com que faz os tapetes de flores de Santana só é igualada pelo sabor que dá aos seus pratos. Mulher habituada a muito trabalho, neste duelo, não baixa os braços até todos os pratos estarem terminados.

Marco tem 19 anos e o sonho de se tornar cozinheiro profissional. Está a tirar um curso de cozinha mas é a jogar bilhar que se habituou a competir. Apesar de tímido gosta de trabalhar em equipa e faz tudo o que é preciso para que Santana fique bem representada neste duelo.

Olinda é uma mulher de força, isso vê-se na forma como encarou a sua vida e na forma como aceitou este desafio. O saber das tradições culinárias veio da sua mãe, com ele contruiu a padaria que lhe dá sustento, e é esse mesmo saber que tenta passar aos seus filhos e que usa para neste duelo para deixar os jurados de água na boca. Faz tudo isto com um sorriso terno no rosto e uma simpatia genuína.