Entrevistas

IAN

"Eu gosto de fazer o que eu quero. E não me digam o contrário porque eu vou fazer o que eu quiser."

Chegou a Portugal com 15 anos. Sozinha com o seu violino, que a acompanha desde os seus 4 anos de idade. A primeira digressão pelo mundo fora na Orquestra Virtuosos de Gnessin, com apenas 8 anos, levou-a um pouco por todo o mundo.

Hoje é o 1.º violino na Orquestra da Casa da Música do Porto. A vida de IAN é multidimensional – e acima de tudo, é alguém que apregoa a liberdade e que faz, de facto, aquilo que a sua alma artística lhe pede para fazer – da música clássica à música pop.

Sempre com rigor e elegância, IAN edita a 21 de agosto o seu disco de estreia Raivera, com produção de Nuno Gonçalves, dos Gift.

A Vanessa Augusto falou com ela – com Ianina Khmelik – ou se preferirem IAN.