Destaques

Samuel Úria reedita Canções do Pós-Guerra

Há cerca de um ano, Samuel Úria anunciava Canções do Pós-Guerra, o álbum que havia preparado para o início de 2020. A situação pandémica obrigou-o a adiá-lo para Setembro e assim foi: Samuel apresentou o disco rodeado dos seus músicos em espetáculos esgotados no Teatro Tivoli BBVA e na Casa da Música.

Meses mais tarde, eis que a pandemia e o consequente confinamento condicionou-o novamente. O resultado é Canções do Pós-Guerra – Solo, um EP de 6 temas que integrará a edição especial do registo homónimo que chegará às plataformas digitais no próximo dia 26 de março. Este novo registo inclui versões de “Guerra e Paz”, “Fica Aquém” ou “A Contenção”. A estas, Samuel juntou interpretações inéditas de “Cantiga de Abrigo”, um original seu composto para Ana Moura e publicado no álbum Moura; “Sinais”, a parceria com Hélder Gonçalves para os Clã e publicada no último álbum da banda Véspera; e ainda, uma versão de “Amor Conforme”, de Márcia.

Os concertos de apresentação acontecem no mês de maio em Lisboa e Porto: a 3 e 4 no Teatro Maria Matos e, a 6 e 7, no Auditório CCOP, respetivamente. A edição deste EP em formato de cassete áudio estará apenas disponível para venda nos concertos num pack “analógico” com o vinil de Canções do Pós-Guerra.

Os bilhetes encontra-se já à venda com o preço único de 15€:
3 e 4 de maio | Teatro Maria Matos, Lisboa | 20H
6 e 7 de Maio | Auditório CCOP, Porto | 20H30

“Cantiga de Abrigo” é o primeiro avanço do “Canções do Pós-Guerra – Solo”, canção originalmente escrita para a Ana Moura, constando no seu último álbum.