Destaques

Festival Silêncio no Cais do Sodré

De 28 de setembro a 1 de outubro, o Festival Silêncio volta a espalhar-se pelo Cais do Sodré, em Lisboa, com o apoio da Antena 3.

Celebrar a palavra como ponto de partida para a criação é o mote para o festival que apresenta uma programação vasta repartida pela música, cinema, conversas, exposições, oficinas, performances e residências artísticas.

Este é um festival multidisciplinar que procura estimular e valorizar a criação artística e a participação cultural.
Antes do festival arrancar, Gonçalo Riscado, da Cultural Trend Lisbon, responsável pela direção do festival, fala-nos de uma instalação que já tem vindo a marcar o festival Silêncio nos últimos anos.
As palavras nas janelas das casas do Cais do Sodré voltam a ser motivo para unir a comunidade… Fica o convite para quem se quiser juntar ao “Palavras à Janela”:
src="http://cdn-ondemand.rtp.pt/nas2.share/mcm/mp3/fc8/fc875f10cd6fbec79a4a919c6d8faa511.mp3" /]

O Festival Silêncio distingue-se também pelo Ciclo Autor – um ciclo que acontece em cada edição e que a cada ano, destaca um autor e elogia a sua obra. À volta do Ciclo Autor, acontecem várias iniciativas como conversas, leituras, cinema, oficinas, exposições ou performances. Este ano, o Ciclo Autor pertence a Maria Gabriela Llansol. Gonçalo Riscado, da organização do festival, explica porquê.

src="http://cdn-ondemand.rtp.pt/nas2.share/mcm/mp3/fc8/fc875f10cd6fbec79a4a919c6d8faa512.mp3" /]

A edição de 2017 do Festival Silêncio é marcada também pelo elogio de uma palavra que este ano, tem particular relação com o conceito do festival. “Voz” é a palavra escolhida, enquanto expressão e enquanto urgência. E é a partir dela que Gonçalo Riscado, da organização, apresenta as conferências para esta edição do Festival Silêncio.

src="http://cdn-ondemand.rtp.pt/nas2.share/mcm/mp3/fc8/fc875f10cd6fbec79a4a919c6d8faa513.mp3" /]

Todos dias, a programação desta festa da palavra percorre diferentes géneros e linguagens, num diálogo através da música, performance, conferências, conversas, cinema, literatura e oficinas.

Gonçalo Riscado apresenta mais uma secção do Festival Silêncio: falamos de música e de um espectáculo inédito. Muitos dos concertos acontecem no Jardim D. Luís, no Cais do Sodré, com entrada livre.

src="http://cdn-ondemand.rtp.pt/nas2.share/mcm/mp3/b9e/b9e6fd6a0ac36815f33487c5018974c72.mp3" /]

Para esta edição, o Festival Silêncio volta a contar com o apoio da 3 e desta vez traz uma grande novidade: A Rádio Silêncio. Um projecto que já leva alguns anos de trabalho e que resultou na criação de uma rádio local com a missão de exportar os conteúdos que estão a acontecer nos dias em que o festival acontece.

Com um raio de transmissão de 5 km, esta é mais uma forma de unir a comunidade local e de olhar para este festival de dentro para fora. Gonçalo Riscado, da organização, apresenta-nos a Rádio Silêncio.

src="http://cdn-ondemand.rtp.pt/nas2.share/mcm/mp3/b9e/b9e6fd6a0ac36815f33487c5018974c71.mp3" /]

Podem sintonizar a Rádio Silêncio em 99.0 FM durante os dias em que o festival acontece. Até domingo, esta é uma outra forma de acompanhar todos os momentos do Festival Silêncio – e acima de tudo, de descobrir um novo espaço de experimentação, criação e comunicação.

O Festival Silêncio tem entrada livre, acontece em vários espaços no Cais do Sodré, em Lisboa. Podem conferir tudo no site festivalsilencio.com. O festival Silêncio tem o apoio da 3 e acontece de 28 de Setembro a 1 de Outubro de 2017.


Relembrando os destaques da programação musical, Pedro Lucas (Medeiros / Lucas) dirige o espectáculo de abertura do Festival Silêncio a 28 de setembro. “Os Velhos Também Querem Viver” é um concerto criado a partir do livro homónimo de Gonçalo M. Tavares e do texto original da tragédia Alceste de Eurípedes. O espectáculo conta com a direcção artística de Pedro Lucas, na guitarra eléctrica também, composição coral de Rui Souza, e a participação de Carlão, Carlos Barretto, Carlos Guerreiro nas vozes e de um coro de luxo composto por Selma Uamusse, Manuela Oliveira e Joana Alegre (Gospel Sisters).

No dia 29 de setembro, há atuações de Nerve, Conjunto Corona, Ermo e Monday. A dia 30 são esperados concertos de Bruno Pernadas e Lavoisier. No dia 1 de outubro, Duquesa e Joana Guerra são protagonistas da programação musical do Festival Silêncio. Também neste último dia há Bate-Papo entre Tomás Wallenstein (Capitão Fausto) e Cachupa Psicadélica, dois artistas em palco para bater um papo como se estivessem numa conversa de café.

O acesso é livre e é para todos.