Destaques

Espetáculos de Jovem Conservador de Direita

* [ATUALIZAÇÃO – 16 de março] Na sequência das diretrizes estabelecidas pela Direcção-Geral de Saúde no plano nacional de contingência para o coronavírus, o espetáculo marcado para Braga, que teria lugar no dia 21 de março, foi cancelado.


Bruno Henriques e Sérgio Duarte criaram em 2015 a página Jovem Conservador de Direita com o intuito de satirizar a sociedade a partir do ponto de vista de um político e economista de direita.

O caminho dos palcos em nome próprio dá-se no final de 2017 quando o facebook deitou abaixo a página humorística depois de várias denúncias. O caso de afronta à liberdade de expressão foi referido por humoristas como o Nuno Markl e Ricardo Araújo Pereira. Esse incidente motivou-os a escrever e encenar um espectáculo ao vivo – Quem Calou o Doutor?.

Neste momento preparam conteúdos para lançar relativos às Eleições Legislativas. Doutor e Estagiário já escreveram uma página na história do humor nacional mas procuram ir mais além, descobrindo novos caminhos e horizontes dentro do stand-up comedy. O Supremacista Cultural será o novo projeto de estrada para 2020, que conta com o apoio da Antena 3.

Datas:

11 de março | Vila Real – Teatro Municipal de Vila Real

21 de março | Braga – Centro de Arte e Desporto Inclusivo [CANCELADO] *

18 de abril | Viseu – Auditório Mirita Casimiro

13 de maio | Portalegre – CAE de Portalegre

23 de maio | Aveiro – GrETUA

26 de maio | Lisboa – Teatro Villaret

28 de maio | Porto – Teatro Sá da Bandeira

Sinopse:

“A realidade é de direita, a economia é de direita, as pessoas importantes são de direita… Mas porque é que a cultura é de esquerda? Fácil. Porque, devido à sua incompetência em todas as áreas importantes, as pessoas de esquerda têm de se dedicar às artes. O Dr. Jovem Conservador de Direita resolveu rebaixar-se e aplicar toda a sua reconhecida competência política à área cultural, de modo a salvá-la do marxismo que a domina. Neste espectáculo o Doutor propõe-se a fazer uma análise da cultura em todas as suas vertentes, limpando-a de toda a ideologia subjacente, para que a arte possa, finalmente, cumprir a sua verdadeira função: ser rentável.”

Bilhetes disponíveis no link.