Foi uma tal batalha de interpretações que a canção eternizada por Lena d’Água ganhou definitivamente novos contornos com as vozes de Frederico e Tomás. Arrepiou, fez encolher o coração… e a Mentora Marisa Liz arrependeu-se gravemente de os ter escolhido para um duelo um contra o outro.