“Terapia” é o nome do novo projeto de ficção nacional em que a RTP está a apostar. É uma série dramática, ainda sem data de estreia, que mostrará a vida e o trabalho de Mário Magalhães, um psicoterapeuta desempenhado por Virgílio Castelo.

Além de ator, Virgílio é também o responsável pela ficção na RTP:

“Não há mais nenhuma televisão a fazer séries; fazem todas novelas.”

Do resto do elenco, podem esperar-se iguais nomes de respeito:

Soraia Chaves será Laura Dias, uma mulher bonita, médica anestesista, mas muito frágil emocionalmente.

Nuno Lopes veste e a pele de Alexandre Gomes, um atirador de elite do Grupo de Operações Especiais que, pela primeira vez, se vê afastado do trabalho.

Filipe Duarte e Maria João Pinho serão o casal Jorge e Ana Velez, juntos há 10 anos, com um filho. O problema surge quando ela quer abortar um filho que, supostamente, os dois queriam ter.

Ana Zanatti representará Graça Ribeiro, a psicóloga e mentora de Mário, que o vai ajudar numa fase em que ele próprio se sente desamparado.

Catarina Rebelo é a adolescente Sofia Cruz que está a recuperar de um acidente de bicicleta. Mas as feridas dela não são, de certeza, só físicas.

Leonor Silveira fará de Catarina, a mulher de Mário, companheira de vida, mãe dos seus 3 filhos, e que lhe revelou que tem um amante.

“As pessoas vão identificar-se com estas personagens, estes problemas”

A cada dia da semana, Mário recebe um paciente diferente e nós, em casa, acompanhamos as suas vidas e dilemas. Durante 9 semanas e 45 episódios.

“Terapia” é um formato já adaptado noutros países e esta será a primeira versão totalmente portuguesa.