58 anos, o chefe de gabinete do Primeiro-Ministro é o mais velho do seu círculo restrito.

Já esteve várias vezes no papel que volta a representar com o atual Governo, e é por isso uma das vozes mais escutadas.

O Primeiro-Ministro delega-lhe várias das suas “conversas difíceis”, com políticos e banqueiros. Este menospreza-o, tal como a Gonçalo Cunha, que é o seu contraponto  as conversas sarcásticas que este núcleo de políticos mantém sobre o País, dentro do gabinete.