45 anos, o Editor-Chefe é um jornalista cínico, que parece ter medo da própria sombra.

Sempre encurralado entre a presença voluntarista de Maria e os altos interesses dos principais “donos disto tudo”, Jorge parece ser o antagonista imediato de Maria.

Criando dificuldades, questionando os métodos dela, vacilando quando não devia, Jorge vai tornar-se um personagem fundamental quando Maria mais precisa.