“As nossas boas acções acabam sempre por voltar a nós.”

 

Manter uma casa sem dinheiro. Fingir que se tem uma vida normal. Um ano a caminho do centro de emprego. As formações obrigatórias em empreendedorismo, os falsos estágios…

Mafalda encontrou um dia Matilha numa rua. Ao fim de duas semanas Matilha estava a viver em sua casa. Matilha espreguiça-se, come alguma coisa, senta-se no sofá a ver os programas da manhã, às vezes desaparece. Mafalda é lutadora, honesta, generosa.