O Professor Vicente é o suporte intelectual dos filmes de Morais.

Nunca se afasta do realizador, alimentando sempre a convicção deste na sua própria obra, através de um discurso pedante assente em teorias de tal forma densas, que o realizador não tem coragem de as questionar.