Emitido

2017/12/02

Episódio nº 33

 

Convidados

Nicolau Tudela;

Helena Marujo (ISCSP);

Luís Veríssimo (IADE);

Élia Rodrigues;

Maria José Fonseca (neuro pediatra)

 

Texto do Provedor

“O diabo está nos detalhes”, ou, como preferem outros: “Deus revela-se nos pormenores”. Deus ou o diabo, para o que hoje quero tratar, tanto faz. Recorrendo a um ou a outro o que ditado pretende é pôr em relevo a importância da minucia, o valor do pormenor, o facto de que numa grande obra a atenção às pequenas coisas é condição absolutamente necessária para que ela mereça tal adjetivo. Do mesmo modo que o descuido em relação aos pequenos detalhes pode deitar tudo a perder e tornar algo que se previa viesse a ser tido como grande num pequeno e desinteressante conseguimento.

Mas o que é sem dúvida irritante é a repetição dos pequenos erros. Errar nunca é vantajoso, mas persistir, insistir no erro transforma as pequenas faltas em problemas monumentais. A este desleixo não há Deus que valha e o pormenor mal resolvido que se repete vezes sem conta é a verdadeira personificação do diabo.

Ao Provedor não chegam apenas questões de grande magnitude e impacte. Não poucos telespetadores queixam-se de aspetos que para a maioria não passam de pequenos detalhes, pormenores sem significado. Contudo, penso que mais vale chamar a atenção para eles, pois se não forem corrigidos de uma vez, podem dar origem a fortes irritações contra a RTP. Serve, portanto, este Voz do Cidadão para esconjurar o famoso diabo dos detalhes. Ora veja…

Veja o episódio completo aqui