Insegura, nunca lidou bem com a sua imagem, que realmente é muito assexuada. Por causa disso, guardará a sete chaves a paixão que vai sentir por Edgar.

As constantes comparações com a irmã, Maria João, tornaram-na mais frágil. Aplicou-se nos estudos, consciente de que havia uma qualidade sua que ninguém poderia questionar: a inteligência. Licenciou-se em Comunicação Social e tem o mestrado em marketing, conseguirá um estágio como designer na agência de publicidade de Francisco, mas vive com medo de ser dispensada. Não é vaidosa, não se cuida, não investe em si. Acha que não vale a pena, que nunca será bonita.

É meiga, mas tem uma personalidade contraditória, é também ambiciosa, sonhadora e ansiosa. Também é muito amiga da irmã, sente-se protegida por ela, mas irrita-se quando ela faz o papel de mãe.

A Raquel quer ser feliz, amada e conseguir que as pessoas a respeitem.