É uma mulher bonita e voluptuosa, que não passa despercebida aos homens, algo que deixa o marido em enfurecido. Quando o marido a convenceu a deixar o seu trabalho numa loja de roupa para ir para a casa de fados, pensou que a sua vida melhoraria, mas depressa percebe que lhe saiu o tiro pela culatra e culpará Artur por isso.

A má gestão que Artur faz do dinheiro na Casa de Fados, deixa-a à beira dum ataque de nervos, principalmente quando percebe que deixou o seu cargo de gerente de loja para passar a trabalhar que nem uma moura atrás do balcão e na cozinha.

Veste-se de forma ousada, com decotes pronunciados, mas nunca caindo em exageros. É muito simpática e amável para com os clientes, que trata pelos nomes. É ambiciosa e vaidosa e isso levou-a a embarcar na aventura da casa de fados, julgando que ia simplesmente ser patroa e anfitriã do próprio estabelecimento.

É uma mãe atenciosa e carinhosa e que defende sempre a filha junto do marido. Amélia não quererá transformar-se numa mera empregada de restaurante, mas manter o seu papel de mulher independente, que sempre foi.