Jorge vai visitar Pedro, que está a meditar, e que lhe diz não se estar a sentir bem.

Pedro conta ao amigo que esteve com Carmem e que esse momento reacendeu a enorme paixão que sente por ela. Jorge fica feliz pelo amigo, e não percebe essa angústia porque considera que são ambos livres para viver esse amor.

Irritado, Pedro pede-lhe para o deixar sozinho…