Um jovem bem-parecido aparece no consultório de Manuela. Apesar de não ter marcação, a vidente decide recebê-lo, mas depressa percebe que ele pretende desacreditar o seu trabalho e convida-o a sair.

Em conversa com Graça, ocorre-lhe que seria genial se o tal rapaz fizesse um estudo universitário que desse credibilidade ao seu trabalho.