Tem 28 anos e é natural do Porto. Proveniente de uma família de classe média, André conquistou cedo a sua independência com recurso a pequenos esquemas de lucro fácil. Na faculdade (Universidade do Porto) tirou o curso de Antropologia.

É ambicioso e interessa-se por ciências do oculto pois vê-as como uma forma de negócio. Chegou até Manuela Pinheiro pois viu nela a oportunidade de lançar e projectar a sua carreira académica e uma maneira de ganhar algum dinheiro. Manuela e André acabam por chegar a um acordo que satisfaz ambas as partes: Manuela compromete-se a apoiar um livro de André (inicialmente ele diz que está a recolher material para uma tese de doutoramento, mas o objectivo é escrever este livro), ajudando a divulgação e aumentando as vendas; por sua vez, André compromete-se a escrever sobre a Manuela nesse livro, dando uma caução científica e “honesta” à carreira dela. Para além disso, Manuela quer que o jovem investigador se mantenha próximo de Pedro e de Sofia, de forma a reunir a máxima informação sobre eles e provocar uma eventual ruptura entre pai e filha.

André é persistente, manipulador e interesseiro. Não desiste facilmente e encontra em cada obstáculo um desafio. A sua aproximação a Sofia vai fazer com que ele se apaixone por ela e ponha em causa a lealdade a Manuela. Vai também, desta forma, atrapalhar o romance entre Sofia e Luís.