O Futuro dos Media

Jornalismo e serviço público na era digital

20 Outubro 2017 - Auditório 2 da Fundação Calouste Gulbenkian

Gonçalo Reis

PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO RTP

A RTP organiza uma conferência sobre o futuro dos media, para refletir sobre jornalismo e serviço
público na era digital.
Vivemos tempos desafiantes no setor, a nível global e nacional, tempos de grande exigência,
alterações profundas, de riscos e oportunidades. Mas acreditamos que é precisamente nestas
alturas - em que proliferam as fake news, um ambiente de pós-verdade, ameaças de populismo
na América e na Europa, para além da proliferação de novos meios e plataformas - que devemos
afirmar os valores e as práticas do jornalismo de qualidade e os seus valores de independência,
diversidade, tolerância, moderação e inclusão.
Neste contexto, convidámos uma série de oradores e participantes, estrangeiros e nacionais, com
experiência no serviço público e em operadores privados, profissionais e académicos, para pensar
nestes temas - o futuro dos media, do jornalismo e do serviço público na Europa.
O papel da RTP não deve ser apenas produzir conteúdos de qualidade através dos seus canais e
serviços de rádio, televisão e digital. Devemos também fomentar o debate, cruzar ideias, partilhar
experiências e abrir caminhos para a inovação no serviço público e no setor dos media.

Programa Do Evento

9:30 | RECEÇÃO DOS PARTICIPANTES E WELCOME COFFEE

10:00 | MENSAGEM DE BOAS VINDAS

Gonçalo Reis

10:15 | 12:00 | PAINEL 1 - O FUTURO DOS MEDIA

André Macedo [moderação]

Dominique Wolton [intervenção]

Nuno Artur Silva

Gustavo Cardoso

Manuel Falcão

12:15 |14:15 | ALMOÇO LIVRE

14:30 | 16:15 | PAINEL 2 - O FUTURO DO JORNALISMO

Maria Flor Pedroso [moderação]

Christine Ockrent [intervenção]

Paulo Dentinho

Cândida Pinto

João Paulo Baltazar

David Dinis

16:15 |16:30 | Intervalo/coffee break

16:30 | 18:00 | PAINEL 3 - O FUTURO DO SERVIÇO PÚBLICO DE MEDIA NA UNIÃO EUROPEIA

Roberto Suárez Candel [intervenção]

Intervenção final

Comissário Carlos Moedas

“Comunicação e conhecimento – Perspetivas europeias para o serviço público de media”

Oradores

André Macedo

Jornalista desde 1995. Integrou a equipa fundadora do jornal “i” e do projeto Dinheiro Vivo, do qual foi diretor. Passou também pela direção do Diário Económico e do Diário de Notícias, pela revista Sábado, pelo Correio da Manhã, pela revista Focus e pelo jornal desportivo Record, onde lançou o primeiro site do jornal. Atualmente é diretor-adjunto de informação da RTP.

Dominique Wolton

Sociólogo francês internacionalmente reconhecido como especialista em Ciências da Comunicação, fundou em 2007 o Instituto das Ciências da Comunicação do Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS). É autor de mais de 30 livros traduzidos no mundo inteiro, entre os quais Elogio do Grande Público: uma teoria crítica da Televisão, Pensar a Comunicação, Internet e depois? – Para uma teoria crítica dos Novos Médias e Informar não é Comunicar. Acaba de publicar no passado mês de Setembro um livro com o Papa Francisco intitulado “Política e Sociedade”.

Nuno Artur Silva

Autor. Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas pela Universidade Nova de Lisboa. Tem mantido, nos últimos 20 anos, uma relação regular e intensa com o meio audiovisual português, como autor, produtor e coordenador de vários conteúdos televisivos. É atualmente administrador da RTP com o pelouro dos conteúdos.

Gustavo Cardoso

Doutorado em Sociologia e investigador, é professor catedrático de Media e Sociedade e Diretor do Curso de Doutoramento em Ciências da Comunicação no ISCTE-IUL em Lisboa. É editor associado do Journal IJOC da USC Annenberg e Chair do painel de avaliação das Starting Grants do European Research Council. É investigador do CIES-IUL, do CADIS na EHESS em Paris e Director do OberCom. Autor de várias publicações, destaca-se "O Poder de Mudar" e "Sociedade dos Ecrãs" (Tinta da China), "Aftermath" (Oxford University Press) e "Os Media na Sociedade em Rede" (Fundação Calouste Gulbenkian).

Manuel Falcão

Jornalista, fundou o Blitz e o Independente, trabalhou no Expresso, no Sete e na Visão, realizou programas de rádio na RFM, Rádio Clube Português, Antena Um e Antena Dois, foi Diretor do Centro de Espetáculos do CCB, Presidente do Instituto Português de Cinema, Administrador do Pavilhão Atlântico, Administrador na Valentim de Carvalho, fundador e Presidente da Associação de Produtores Independentes de Televisão, Administrador da EGEAC e Director de Programas da RTP2. Atualmente é Diretor Geral da Nova Expressão-Agência de Meios e trabalha na área de planeamento estratégico de publicidade. Mantém colaborações regulares na imprensa.

Maria Flor Pedroso

Jornalista, começou a sua vida profissional na Rádio Comercial em 1984, passando mais tarde pela RFM. Foi fundadora da primeira rádio de informação em Portugal, a TSF e, em 1997, passa a pertencer aos quadros da RDP-Antena1 como repórter parlamentar. Em 2000, fez uma série de entrevistas a protagonistas políticos no extinto Canal de Noticias de Lisboa. Em 2003, é nomeada editora de política da Antena 1. Colaborou como consultora em diversos programas da RTP, entre outros “A Marcha do Tempo” ou “Prova Oral”. Atualmente faz a locução do programa da RTP “Cuidado com a Língua” de José Mário Costa. Apresentou “As Escolhas de Marcelo Rebelo de Sousa” na RTP1 e conduz semanalmente, na rádio e na televisão públicas, “A Entrevista de Maria Flor Pedroso”.

Christine Ockrent

Jornalista e escritora, foi a primeira mulher apresentadora do jornal das 8 na televisão francesa, tendo realizado e apresentado ao longo da sua carreira vários programas de debate e de reportagens, por diversas vezes premiados em França e no estrangeiro. É uma referência incontornável do jornalismo televisivo, mas também radiofónico e da imprensa escrita em França e na Europa, bem como nos Estados-Unidos. Christine Ockrent é autora de mais de uma dezena de obras dedicadas nomeadamente aos Estados Unidos e ao papel das mulheres nas nossas sociedades, entre as quais uma biografia de Hillary Clinton.

Paulo Dentinho

Jornalista, estudou Filosofia e entrou no mundo do jornalismo como colaborador da secretaria de redação da RTP. Foi progressivamente ganhando o seu espaço na estação e chegou a editor de internacional. Foi correspondente do canal público em vários países e entrevistou inúmeras personalidades internacionais entre as quais Bashar al-Assad, Mouammar Kadhafi, Nicolas Sarkozy ou Emmanuel Macron. É atualmente diretor de informação da RTP.

Cândida Pinto

Uma das mais reputadas jornalistas de rádio e televisão em Portugal, iniciou a sua carreira na rádio (RDP) ainda estudante da faculdade. Posteriormente passou pela TSF e, em 1988, integrou a Redação da RTP, de onde saiu para o arranque do canal privado SIC, em 1992. Acompanhou vários conflitos de guerra desde Angola, Guiné, Moçambique, Timor, Kosovo, Afeganistão, Líbano, Líbia, Geórgia ou Iraque, onde esteve três meses. Das muitas reportagens que realizou foi várias vezes premiada por entidades nacionais e/ou internacionais: a sua reportagem Mulheres de Bagdad ganhou o Prémio AMI e outra reportagem sua, Meninos de Angola, foi selecionada para o Prémio ECHO da Direção-Geral da Proteção Civil e das Operações de Ajuda Humanitária da Comissão Europeia. Cândida Pinto ganhou vários prémios de carreira nacionais, bem como o Prémio FIGRA (Festival Internacional de Grande Reportagem de Atualidade) de Direitos Humanos, em França.

João Paulo Baltazar

Jornalista fundador da TSF - Rádio Notícias, onde exerceu funções de repórter, editor e chefe de redação. Breves experiências na televisão (RTP) e imprensa escrita (Expresso). É atualmente diretor de informação da rádio pública.

David Dinis

Jornalista, foi editor de política do semanário Sol tendo passado também pelas redações do Diário de Notícias, Diário Económico, Jornal de Notícias, entre outros. Assumiu a direção do jornal online Observador no início de 2014, meses antes do lançamento do projeto, e foi diretor da rádio TSF antes de assumir o cargo que atualmente ocupa como diretor do jornal Público.

Roberto Suárez Candel

Diretor do Media Intelligence Services (MIS), a unidade de investigação da União Europeia de Radiodifusão (UER), onde lidera uma equipa de investigadores internacionais com responsabilidades nos processos de coleta de dados, implementação de projetos de pesquisa e publicação de estudos de mercado. O principal objetivo da MIS é o de dar apoio aos serviços públicos de media na Europa nas suas operações diárias, nas suas atividades de defesa dos seus interesses e no seu planeamento estratégico. Roberto Suárez contribuiu com publicações e apresentações para um amplo leque de revistas académicas e de conferências internacionais e a sua investigação foi premiada por diversas vezes.

Carlos Moedas

Nasceu em Beja em 1970, tendo-se licenciado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior Técnico em 1993. O último ano de seu percurso universitário foi feito na École Nationale des Ponts et Chaussées de Paris. Detém um MBA pela Universidade de Harvard. Em 2014, tornou-se membro da Comissão Europeia, como Comissário responsável pela Investigação, Inovação e Ciência.

Conferência RTP - O Futuro dos Media

Rádio e Televisão de Portugal
Avenida Marechal Gomes da Costa
1849-030 Lisboa