António Casalinho tinha apenas 13 anos quando se sagrou vencedor do programa de talentos da RTP, Got Talent Portugal, em 2017.

 

Bailarino da Academia Annarella, em Leiria, já havia ganho quase tudo o que podia ganhar nas categorias da sua idade e, já na altura, era considerado o melhor jovem bailarino do mundo. Durante a participação no programa, Casalinho descreveu-se como trabalhador, teimoso e humilde. Dizia que a sua principal qualidade era a persistência: “Quando quero uma coisa, faço por ela“.

O comentário do jurado Manuel Moura dos Santos é o que melhor recorda: “Eu gosto ou não gosto e, neste caso, achei espetacular“. Tão espetacular que, atuação após atuação, estavam dados os saltos em direção à vitória e o reconhecimento do jovem, agora de 15 anos, chega através de outros palcos.

 

António Casalinho venceu o mais antigo concurso de ballet do mundo, o Varna International Ballet Competition 2018, na Bulgária. Entre 130 participantes de mais de 30 países com idades entre os 15 e os 26 anos, a medalha de ouro na categoria de Juniores foi arrecadada pelo único bailarino português na competição. De lá, trouxe também o prémio de bailarino mais jovem e promissor e o Grand Prix Varna 2018. É a primeira vez que um bailarino português chega à final desta competição.

 

Parabéns, António!