Manuel Moura dos Santos é visto, muitas vezes, como o jurado mauzão e que diz não muitas vezes. Falámos com ele no intervalo de algumas audições e ele explicou que o importante é “arriscar”.

“Fazer um programa desses tem a componente de as pessoas se exporem e de arriscarem.

A atitude certa é arriscar, não jogar pelo seguro, nem deixar nenhum do talento fora de palco, pois a consequência pode mesmo ser não conseguir passar à próxima fase do Got Talent Portugal.

“A atitude fundamental para um programa destes é chegar aqui e arriscar, dar tudo por tudo. A ideia de que um dia não olhem para trás e pensem que podiam ter feito mais e não.”

A nova jurada Cuca Roseta já está como peixe na água. Já disse sim, já disse não e até já usou o seu botão dourado.

“Está a correr bem, acho que ela se integrou bem e que se está a divertir.”

Um dos momentos que mais o marcou nas já 3 edições do Got Talent Portugal foi a audição do comediante Hugo Rosa. Por coincidência, ou não, foi o vídeo mais visto em Portugal no ano de 2015.

 

Entrevista: Inês Espojeira
Vídeo: Margarida Dias