Natural do Porto, o talento de Rui Fernandes é malabarismo. Trabalha como profissional de circo, desde 2006. Considera-se da nova geração do “Novo Circo”, pois não pertence a famílias circenses. Estudou na Escola de Circo Carampa, em Madrid. Em Portugal, já deu aulas em duas escolas desta arte no Porto. Quando está em cima do palco, quer que as pessoas aproveitem o momento e que gostem daquilo que estão a ver. Diz que o circo é mágico, porque qualquer área do circo é boa para o ser humano, pois engloba desporto, disciplina e diversão. Sonha ter uma vida estável e viver da sua arte.