Miguel Esteves Cardoso detesta os rótulos a que as pessoas são remetidas. Como se nós não pudéssemos mudar de opinião, por exemplo.

Mas não vale a pena dizer “que pena eu não ter gostado de favas quando era novo”.