Paula Lobo Antunes fala sobre a nova série Miúdo Graúdo

A RTP vai estrear em setembro várias séries portuguesas, seguindo a estratégia de produção de ficção nacional já estabelecida desde a estreia de Terapia, em janeiro deste ano.

Para setembro, está prevista a exibição de uma série por dia, de terça a sexta. Uma delas, “Miúdo Graúdo”, a série de sexta-feira, traz de volta alguns atores à ficção nacional.

Uma delas é Paula Lobo Antunes que terá um papel principal em Miúdo Graúdo.

Instagram da atriz Paula Lobo Antunes

A atriz com parte do elenco da série Miúdo Graúdo

“A Catarina será a mãe dos Miguéis, uma mãe solteira, que tem dois empregos e que tenta fazer tudo para que não falte nada ao filho. Trabalha, trabalha, e passa muito pouco tempo com o filho.”

Paula Lobo Antunes desempenhará o papel de mãe do pequeno (e do grande) Miguel, representado por Henrique Mello, em criança, e por Pedro Caeiro, em adulto.

“É daquelas mães que se enganam; que acham que estar a trabalhar para que não falte nada ao filho é melhor do que se faltasse algo material e que tivesse mais afeto.” – Paula Lobo Antunes sobre a personagem Catarina

A série roda à volta de um miúdo, Miguel, que consegue construir uma máquina do tempo. De lá, sai ele próprio, com mais 20 anos. A mãe Catarina nunca chega a perceber de onde vem a familiaridade que sente com o adulto Miguel.

“Eu conheço-o um bocadinho, tenho algum fascínio por ele, mas nunca chego a saber quem ele é.”

Depois de vários anos noutros formatos, noutros palcos e noutros canais, Paula Lobo Antunes volta à RTP.

“O primeiro trabalho que fiz em Portugal foi com a RTP, é quase como voltar a casa. E sempre tive um enorme respeito e admiração pela RTP e pela ficção da RTP. O que me aliciou também para este projeto foi o guião, o texto.”

A atriz passou, em pouco mais de um ano, por 3 géneros bem diferentes de representação: a novela, o teatro e a série.

“O ritmo é muito diferente [da novela]; aqui fazemos 6, 7 cenas por dia e são todas muito cuidadas. É outro estilo, outra linguagem, mais cinematográfica. Tudo isso está a fazer desta uma série excelente.”

Paula Lobo Antunes nas gravações de Miúdo Graúdo

“Tenho tido muita sorte, Os atores, ao longo dos anos, vão plantando sementes e o importante é ser persistente e também muito rigoroso no que se faz. Não se pode parar, para depois se poder colher o que se semeeou.”

À pergunta qual é a melhor personagem que já pôde representar, Paula Lobo Antunes responde “não sei, espero que ainda esteja para vir.

“É sempre uma procura; começar todos os trabalhos como se fosse o primeiro. É importante sermos versáteis; uma coisa que eu gosto e que acho que ajuda um ator a manter-se inovado é não ficar habituado a só um formato.”

São 19 episódios de Miúdo Graúdo, produzido pela produtora Endemol, que regressa aos projetos de ficção. Terá estreia dia 9 de setembro.