O Último Refúgio, uma viagem pelas comunidades tribais que deixaram para trás a sua terra natal na procura de um futuro melhor.

O realizador Jean-Michel Corillion tem vindo a explorar os lugares mais remotos da Terra há mais de 20 anos, filmando minorias étnicas longe do mundo moderno. Em O Último Refúgio” viajou para Rizal, uma pequena cidade ruidosa e opressiva no sul da Ilha Palawan, nas Filipinas. Jean-Michel foi conhecer comunidades tribais que deixaram tudo para trás na esperança de encontrar uma vida melhor. Um desses grupos é o Tau’t Batu, uma tribo de uma época passada, que só foi descoberta em 1978, e que sempre viveu em cavernas nas profundezas da selva.

O realizador conseguiu acompanhar de perto uma família Tau’t Batu que vive há dois anos no exílio e tenta, sem sucesso, superar a pobreza e o desemprego. Desesperados, quatro das oito pessoas do clã de repente decidiram voltar a viver na selva, de volta à caverna onde nasceram, o  seu último refúgio. Jean-Michel Corillion decidiu segui-los numa viagem repleta de perigos e obstáculos, uma viagem no tempo que o levou muito além de qualquer coisa que ele poderia ter imaginado.

Título Original: The Last Cavemen
2015, 52 minutos