Toda a narrativa associada a este grande evento já foi definida e dada a conhecer através do slogan “All Aboard!”. Sendo potenciada por 13 logótipos que refletem a cidade de Lisboa como o centro das rotas marítimas mais importantes do mundo, a cidade da diversidade, do respeito e da tolerância, que partilha os valores da Eurovisão.

Chegou agora o momento de revelar a primeira imagem do cenário, espelhando o mesmo conceito e que será o palco das semifinais a 8 e 10 de maio e da final, a 12 de maio de 2018.

A RTP convidou vários designers, nacionais e internacionais, de reconhecida experiência, a apresentarem uma proposta para o desenho do cenário do Festival Eurovisão da Canção 2018. Das 9 propostas recebidas, a proposta de Florian Wieder foi considerada a melhor e a mais adequada ao conceito definido para o evento, reunindo a unanimidade de todos os elementos da equipa criativa e da produção executiva.

Tal como acontece com os logotipos e com o slogan, o design do palco inspira-se na história de Portugal e na nossa ligação com o oceano. O designer Florian Wieder partiu de quatro pontos como inspiração para o desenho cenográfico do Festival Eurovisão da Canção 2018:

Os descobrimentos portugueses
A bandeira de Portugal contém uma esfera armilar. A esfera armilar é um instrumento de astronomia aplicado à navegação e representa a importância de Portugal na Era dos Descobrimentos. Por esta razão, a esfera armilar torna-se o elemento chave visual no conceito de design.

O Oceano
O mar dá-nos uma sensação de liberdade e clareza tornando-se um dos lugares mais pacíficos da Terra. O design do palco mostra uma interpretação moderna de uma onda e a sua representação orgânica.

Os barcos
Os portugueses foram pioneiros na arte da construção de navios e responsáveis por grandes avanços da tecnologia e ciência náutica, garantindo a exploração de vários territórios por causa desta excelente habilidade. A estrutura do palco é inspirada por essas peças de arte usadas na construção de barcos.

A cartografia
Um mapa é a representação gráfica da terra e do mar. Em maio, Lisboa torna-se o centro das atenções e onde se cruzam todas as linhas que ligam países e nações. O cenário contempla também esta ideia na sua conceção.

Florian Wieder é um conceituado designer de cenários de grandes espetáculos televisivos, foi ele o responsável pelo cenário do Festival Eurovisão da Canção em Dusseldorf 2011, Baku 2012, Viena 2015 e Kiev 2017.