Esta semana, a tensão subiu no atelier do Cosido à Mão. A prova mais dura de sempre voltou: o casaco estilo Chanel! Os costureiros tiveram apenas 5 horas para confecionar um casaco tweed à imagem de Mademoiselle Chanel.

»» Imprima AQUI o molde do casaco tweed ««

A Joana trouxe uma vantagem da semana anterior, por isso teve acesso exclusivo aos conselhos da vencedora da temporada anterior. Carla Costa preparou dicas preciosas para ajudar a costurar o casaco. Na avaliação, os jurados contaram com a ajuda da modelo internacional Sharam Diniz, que ficou impressionada com o resultado dos casacos dos costureiros.

Da esq. para a direita: Sónia Araújo, Sharam Diniz, Susana Agostinho, Paulo Battista e Mariama Barbosa

A Rute foi a surpresa negativa da prova. Teve dificuldades em montar o molde e acabou por ficar com o pior lugar no veredito dos jurados. Já a Sílvia, o Mohammad e a Joana conseguiram impressionar o júri de forma positiva. 

Da esq. para a direita: Cíntia, Joana, Aline, Ana, Mohammad, Sílvia e Rute

»» Veja AQUI o momento da avaliação ««

No segundo desafio, houve miminhos para os candidatos. Nas mesas de costura, encontraram tablets com vídeos dos seus familiares, e alguns presentes enviados por eles. Os costureiros tiveram de costurar uma peça “à medida” para os familiares, que lhes fizeram uma visita no atelier.

Da esq. para a direita: Ana, Joana, Cíntia, Aline,  Sílvia, Mohammad e Rute

»» Veja AQUI o momento da avaliação ««

Os jurados estão cada vez mais implacáveis e o veredito final ditou a saída da Rute.

A terceira prova teve um cenário diferente: um micro-atelier de Barbies. Os candidatos receberam a visita de Raul Lopes, doll stylist, concorrente da temporada anterior.

Os candidatos em competição tiveram de costurar para bonecas, representando as décadas de 60, 70 e 80.   

Na avaliação, a Joana e a Sílvia foram as concorrentes que menos impressionam os jurados. Já a Ana arrebatou o primeiro lugar no pódio com a sua Barbie dos anos 70! 

»» Veja AQUI o momento da avaliação ««

Na quarta prova, os costureiros encontraram espelhos nos seus postos de trabalho. Depois de falarem um pouco sobre si, cada candidato teve de avançar com uma peça que fosse o espelho da sua alma.

A rigorosa avaliação dos jurados determinou o bolero de Cíntia foi a melhor peça. A Joana não surpreendeu com mais um macacão e a Aline assinou a sua saída do atelier com um top inacabado. O top 5 está fechado! 

»» Veja AQUI o momento da avaliação ««