22 anos, Rececionista, Nazaré

Nunca adorou estudar e por isso não embarcou na universidade. Tem trabalhado no que aparece, porque precisa de dinheiro para ajudar os pais. Largar tudo para entrar no programa não foi uma decisão bem aceite. Aprendeu a bordar com a mãe e aos poucos veio a costura. Já fez alguns cursos de costura e até já desenvolveu criações para uma linha própria de beach wear. A roupa de homem e os moldes são o seu ponto fraco.