Surpresa no atelier! Um dos costureiros já eliminados pôde voltar à competição. A Jennifer, a Mariana, o Ricardo, a Vivianne, a Susana e a Rafa lutaram pela derradeira oportunidade e tiveram de provar o seu valor criando uma peça de casual wear a partir de tecidos reciclados. A decisão não foi fácil, mas os jurados acabaram por trazer a Jennifer de novo para a competição.

»» Veja AQUI o momento da avaliação ««

O segundo desafio foi também completamente diferente para os nove costureiros em jogo. Pela primeira vez no atelier, houve um roda bota fora de três rondas. Na primeira, três costureiros ficaram a salvo: o Luís, a Ana e o Mohammad.

Na segunda, outros três garantiram o lugar no atelier: a Sílvia, a Rute e a Joana.

A Cíntia, a Aline e o Mário foram os três últimos e tiveram de dar tudo por tudo na ronda final para escapar à eliminação. O esforço do Mário não foi o suficiente e acabou por ser eliminado.

»» Vídeo das rondas AQUI ««

Depois da eliminação na ronda final, mais desafios. Primeiro, os costureiros tiveram de criar, organizados em trios, um vestido inspirado na loira mais icónica de sempre: Marylin Monroe.

João Rolo, mestre em vestidos de gala, veio ao atelier ajudar a Susana Agostinho, o Paulo Battista e a Mariama Barbosa a avaliar as peças.

Sónia Araújo e João Rolo

O resultado da prova não podia ter sido mais dececionante para os jurados, que teceram duras críticas sobre todos os vestidos.

No entanto, alguma equipa tinha de vencer e acabou por ser a verde, constituída pela Rute, pelo Mohammad e pela Jennifer.

»» Veja AQUI a opinião dos jurados sobre os vestidos inspirados na Marilyn Monroe ««

Os restantes concorrentes tiveram de passar pelo último desafio da semana para provarem que mereciam o lugar no atelier do Cosido à Mão. Na prova de transformação, os costureiros confecionaram uma peça feminina a partir de um fato masculino.

»» Veja AQUI a avaliação da prova ««

Luís não esteve à altura e foi para casa.