Na quinta semana de competição, os aspirantes a melhor costureiro amador do país enfrentaram uma prova muito especial, trabalhando pela primeira vez com lingerie.

Para inspirar os costureiros amadores, o atelier recebeu a visita de Inês Basek, representante da Dama de Copas, que conhece como ninguém as maravilhas do bra fitting e foi uma mais-valia na avaliação da peça de molde.

Os jurados e a convidada destacaram os percursos frágeis dos modelos de Zé Luís, Eduardo, Leonor e Maria da Fé.

Jana e Joana confecionaram os soutiens que mais agradaram ao júri.

A transformação foi a mais surpreendente de sempre: teve como ponto de partida um roupão, mas este escondia uma grande surpresa que deixou todos à beira de um ataque de nervos. A meio da prova, os costureiros tiveram de deixar a peça que estava a transformar para começar a trabalhar a partir da peça de um colega. O stress sobiu no atelier e só alguns conseguiram cumprir a missão de forma eficaz.

Raul viu-se em grandes dificuldades e arriscou tudo numa roupa para a sua Barbie, mas nem por isso convenceu os jurados. Leonor também não impressionou Susana e Paulo.

As criações mais bem sucedidas foram as de Rita, Maria da Fé, Sílvia e Zé Luís.

Eduardo não conseguiu conquistar os jurados e abandonou a competição nesta quinta semana.