Sinopses

Próximos episódios

Episódio 13

  • A emitir em 2019-03-27
  • na RTP1
Quando se vê sozinha na mata, Sara decide voltar para casa. Quando interrogado por Dionísio, Artur não abre a boca. O paradeiro de Emílio continua desconhecido. Dionísio chega à conclusão que o ouro é o que liga as pontas soltas, com a ajuda de um mapa desenhado por Sara, conseguem chegar à gruta onde está Emílio.
A visão de Jasmim revela que Emílio está na gruta, é importante encontrá-lo antes que algo corra mal.
Miguel fala com Lídia sobre o futuro da loja, sem o investimento de Artur, a família Napoleão não consegue pagar os produtos importados.
No circo, o descontentamento continua, os empregados do circo continuam sem receber os ordenados em atraso. Renato acaba por contar-lhes toda a verdade sobre Emílio e o seu desaparecimento. Consegue conquistar de novo a confiança dos artistas.
Amélia e Orlando voltam a encontrar-se, tudo fica bem entre o casal. O Circo Paraíso volta a animar a noite na vila. Na ausência de Emílio, é Renato quem apresenta o espetáculo. Primeiro, é a vez de Filipe fazer o seu número. De seguida, é Rui quem anima a plateia. Logo depois, Fátima encanta com a sua melodia.
Na gruta, cego pelo ouro, Emílio ouve um barulho e dispara sem ver quem é. Acerta em Ricardo que lhe agradece, sempre pensou que iria morrer na mata. Nesse momento, chega Dionísio, juntamente com Miguel e Jonas, que prende Emílio.
A desmontagem do circo começa finalmente. O Circo Garibaldi está de partida de Vila das Flores. Emílio fica a aguardar julgamento e pede a Renato que fique a dirigir o circo na sua ausência.
Jonas fica responsável pelos terrenos do pai. Jonas e Marta decidem ir juntos para Lisboa. Marta explica ao namorado que para ficarem juntos não precisam de estar casados.
Sara e Daniel fazem as pazes. Ricardo acaba por aceitar que os dois devem ficar com os seus pais.
A febre do ouro chega ao fim. O Circo Paraíso continua a sua jornada. Jasmim e os amigos continuam as suas aventuras.
Ler mais >

Episódios anteriores

Episódio 12

  • Emitido em 2019-03-20
  • na RTP1
Emílio contínua inconsciente. Artur e o seu empregado que se faz passar por pai do dono do circo falam sobre a venda da gruta que pertence aos terrenos de Emílio. Depois da morte de Aníbal, Artur só confia neste empregado.
Depois de alguma conversa sem sentido, o empregado de Artur tenta convencer Emílio a assinar. No entanto, os acontecimentos narrados pelo capanga não correspondem à realidade. Emílio desconfia quando o homem diz que costumavam ir à pesca quando Emílio era mais novo. Ainda zonzo e sem equilíbrio, Emílio consegue pegar numa espingarda e atira sobre o empregado de Artur e escapa do armazém.
Jonas contraria as ordens de Dionísio e avisa Miguel que Artur e Aníbal estão metidos no desaparecimento de Emílio e na procura do ouro. Dionísio revista o escritório de Artur e descobre pepitas de ouro escondidas. Depressa pede mandatos de captura e volta à pedreira que encontra vazia e com as máquinas paradas.
Após Ricardo ter desaparecido, Sara prepara as suas coisas, despede-se das pessoas do circo e parte para junto do irmão. Quando se apercebem do desaparecimento dos filhos, Amândio e Filomena decidem agir, não vão deixar as coisas ficar assim. Percorrem a mata à procura de
Ricardo e Sara, mas sem sucesso. Recorrem à polícia.
As visões de Jasmim voltam, Emílio pede-lhe ajuda para sair de onde está pois sente a morte demasiado perto. Marta conforta Jonas, desolado pelo desaparecimento do pai.
Sem conseguir estar longe das bonecas e do ouro, Artur espera que Miguel saia e volta à loja uma última vez. Ao entrar tem uma surpresa à sua espera, Dionísio está pronto para o prender.
Artur é levado para o posto da GNR, onde Miguel entra na cela sem autorização e questiona Artur sobre o paradeiro de Emílio. Ricardo e Sara encontram-se de novo. Ricardo mostra uma "Sara" que fez com as coisas que roubou. Juntou os objetos e fez uma boneca que irá substituir Sara, é esta boneca que vai consigo e não a sua irmã. Ricardo compreende que Sara queira ficar e estar perto de outras pessoas, não a obriga a ir com ele para a mata. Sara acorda sozinha na mata.
Emílio deambula pela mata, consegue chegar à gruta e continua a escavar o ouro.
Ler mais >

Episódio 11

  • Emitido em 2019-03-13
  • na RTP1
Ricardo não consegue ouvir os pensamentos de Jasmim, tal como Jasmim não o consegue ver nas suas visões. O motivo por detrás das ações de Ricardo permanece desconhecido. Após o encontro, Jasmim conta a Dionísio tudo o que aconteceu. Ricardo desaparece.
Aos poucos, as pessoas vão-se apercebendo que foi Ricardo que roubou os vários pertences. Ao saber a verdade, Dionísio dá a notícia a Amélia que não foi Orlando que entrou em sua casa.
Jonas e Manuela visitam o hospital onde Emílio estava internado. Através dos conhecimentos de Manuela, conseguem ter acesso às imagens da câmara de vigilância e descobrem quem levou Emílio.
No armazém, o empregado de Artur tenta convencer Emílio a assinar uns papéis e passar as terras para o seu nome. Amândio começa a ter dúvidas em relação a Ricardo, os seus comportamentos não são normais. O facto de Ricardo só ter levado roupas de mulher levanta dúvidas.
No circo, o atraso nos pagamentos gera descontentamento entre os artistas. Sem dinheiro, recusam-se a trabalhar e sem pagamentos o circo deixa de fazer espetáculos.
Na esquadra, Dionísio garante a Jonas que estão a fazer tudo para encontrar o seu pai. Com as imagens da câmara de vigilância, a GNR consegue desvendar quem está por detrás do desaparecimento de Emílio, chegando aos nomes de Aníbal e Artur.
Daniel tenta aproximar-se de Sara, mas esta está mais preocupada em encontrar Ricardo. Aos poucos, Filomena e Amândio começam a aceitar os filhos tal como eles são.
Desesperado para abrir o cofre de Artur, Miguel pede a Jasmim para tentar "ver" a combinação da fechadura. Miguel tem um pressentimento que os acontecimentos estão todos ligados: Artur, o cofre, Emílio e o ouro. No entanto, Jasmim apenas consegue ver Emílio.
Dionísio questiona Aníbal devido ao seu carro ter sido visto no hospital quando Emílio desapareceu. Com receio de ser apanhado, Artur manda outro empregado matar o Aníbal. A falta de subtileza fez com que os seus serviços deixassem de ser necessários.
Ler mais >

Episódio 10

  • Emitido em 2019-03-06
  • na RTP1
Emílio continua a delirar. Depois da chamada do empregado de Artur, Emílio alucina cada vez mais com o seu pai. Recomendado pela doutora Manuela, Jonas decide hospitalizar o pai num hospital psiquiátrico para fazer testes e perceber o porquê do seu estado.
A curiosidade de Miguel continua a aumentar, quer muito descobrir o que esconde Artur. Depois da janela reparada e com a desculpa que perdeu a chave, Miguel pede ao senhor Martins que lhe faça uma chave do escritório de Artur.
Para limpar a consciência, Filomena e Amândio recorrem a Eduarda. Contam-lhe tudo o que Ricardo e Sara lhes disseram. Estupefacta, Eduarda tenta falar com Sara e Ricardo que desmentem tudo aquilo que os pais dizem. Ricardo volta de novo para o circo, onde vê Daniel ajudar Fátima. Apercebe-se que afinal Daniel não é tão mau quanto pensava.
Artur ouve uma conversa entre Jonas e Miguel, percebe como consegue fazer com que Emílio saia sozinho do hospital. Os seus empregados levam-no para um armazém, na pedreira, onde o empregado de Artur se faz passar novamente por pai de Emílio.
Ao saber da notícia do seu desaparecimento, Jonas fica preocupado e desnorteado. Apesar da ausência do seu pai, tenta manter o circo de pé. Dália volta de novo ao circo, desta vez tem um plano para ajudar Jasmim, ensina-a de modo a que as suas visões não a possam magoar.
Após uma conversa sincera, Marta e Jonas fazem as pazes. À noite, Miguel volta à loja. Com a chave que o senhor Martins lhe fez, consegue entrar no escritório de Artur. No entanto, não sabe que Artur o observa ao longe.
Para apanhar a pessoa que entra na sua casa sem permissão, Jasmim forra o chão com plástico de bolhas. O mistério é desvendado, é Ricardo quem anda pela vila com a boneca de loiça, que roubou as roupas de Amélia, roubou os sapatos de Marta e pintou a cara de Jasmim.
Ler mais >

Episódio 9

  • Emitido em 2019-02-27
  • na RTP1
Emílio repousa na sua caravana. A sua fala é arrastada, não se percebe muito bem o que diz. Continua a falar do ouro. Preocupado, Jonas chama a doutora Manuela para o examinar.
No jantar, Miguel apercebe-se das capacidades de Ricardo. Jasmim tem outra visão com Sara. A rapariga aparece triste e contente ao mesmo tempo, Jasmim fica muito intrigada com o que vê.
Ao sair da casa de Amélia, Dionísio é surpreendido por Orlando que o ataca e deixa inconsciente. A pessoa misteriosa entra de novo na casa de Amélia. Desta vez corta-lhe umas madeixas de cabelo. Ao sair de casa Amélia depara-se com o polícia caído no chão. A mulher procura ajuda junto de Filomena. Apesar da confusão, Amélia confessa a Filomena que Orlando nunca lhe fez nada e é um amor de pessoa.
Chegado ao circo, Orlando decide que tem de fugir. Despede-se de Fátima, Renato tenta impedi-lo, mas Filipe ajuda-o a escapar. Quando Dionísio informa a Amélia para vai fazer queixa contra o ex-marido, esta implora-lhe que não o faça.
Ao chegar à loja, Miguel e Artur deparam-se com uma janela arrombada. A pessoa misteriosa assaltou a loja, levou as cabeças de manequim e mais uns objetos. Miguel chama de imediato o senhor Martins para concertar a fechadura. Numa conversa sincera com Sara e Ricardo, Filomena consegue perceber quem é Zé Velho.
Ricardo revela como matou o homem e o impediu de fazer mal à irmã. Contou tudo o que aconteceu nos dez anos em que estiveram longe de casa. Depois de ouvir o relato, Amândio insiste que contem tudo à polícia, pois o que Ricardo cometeu foi crime. Após a discussão, Sara pede a Ricardo para ir para o quarto, de castigo.
Na pedreira, Artur elabora um plano para ficar com as terras de Emílio. Aproveita-se das condições físicas e psicológicas do dono do circo - um empregado de Artur faz-se passar pelo pai de Emílio, tenta convencê-lo que está vivo e que se encontre com ele na gruta.
Ler mais >

Episódio 8

  • Emitido em 2019-02-20
  • na RTP1
Miguel acorda em casa, no sofá. À semelhança de Jonas e Renato, não se lembra dos acontecimentos da noite anterior. Apercebem-se que o mapa desapareceu e que alguém os foi levar a casa.
Dália, amiga de Regina, encontra-se com Jasmim e Carlos numa caravana, no circo, para ajudar Jasmim a controlar as suas visões e a descobrir quem é a pessoa que se esconde e está a provocar alguns acontecimentos estranhos.
Numa tentativa de se aproximar de Ricardo, Amândio leva-o a caçar. Ricardo revela-se aos poucos, Amândio apercebe-se que há algo de estranho com o filho. Aos poucos, Filomena e Sara ficam cada vez mais próximas.
Jonas fala com Marta, apesar de estar magoado, demonstra a sua preocupação. Miguel cruza-se com Aníbal na rua e lembra-se vagamente que foi ele que os drogou, na noite anterior. Dirige-se ao escritório de Artur e vê a gravação. A cada dia que passa, Miguel desconfia cada vez mais de Artur.
Ainda drogado, Emílio deambula pela mata, está com mau aspeto e desorientado. Por fim, consegue chegar ao circo, onde é ajudado por Filipe, Jonas e Renato.
Dionísio mostra-se prestável em relação à situação de Amália. Vai até sua casa e beijam-se. No exterior da residência, Orlando observa todos os movimentos de Dionísio.
Antes do jantar com Miguel, Lídia e Jasmim, Filomena ouve uma conversa de Ricardo e Sara em que falavam de ir viver de novo para a mata. Quando os confronta, depara-se com os poderes de Ricardo que lhe lê os pensamentos. Apesar de Ricardo insistir, Sara prefere ficar em casa com os pais. A rapariga começa a acostumar-se à vida da vila. Por fim, decidem contar tudo a Filomena e Amândio, revelando os poderes de Ricardo.
Ler mais >