“Para aquilo que fui criada, hoje sou uma mulher rica”

A história de Maria Cidália Coelho Rodrigues retrata a pobreza, as dificuldades do Portugal do Estado Novo e um ofício que se extinguiu no nosso país, a seca artesanal do bacalhau.